5.4.12

Hélio confirma que fica na presidência pelo menos até o fim do Mato-grossense


Hélio Machado fica até o fim. Presidente do Mixto sente-se abandonado por seus pares, mas não abandona o barco
O presidente do Mixto Esporte Clube, Hélio Machado, afirmou ontem que “não vai abandonar” o time no meio do caminho. Ele reafirmou seu descontentamento com seus pares de diretoria e sente-se só na luta de reerguer o Alvinegro. Hélio está tentando acertar uma reunião com dirigentes para a próxima semana e não descarta a possibilidade de entregar o cargo após o campeonato. 

Na opinião do professor, o Mixto é um fardo muito pesado para carregar sozinho. “Precisamos de alguém com muita base financeira, que dependa o menos possível de apoio oficial”.

Para Hélio Machado, se não fosse os R$ 600 mil do convênio entre Prefeitura e FMF, a situação estaria critica. “Pelo menos conseguimos colocar as folhas de pagamento em dia”, comentou. 

Ele também lamenta o pouco interesse dos patrocinadores em relação ao clube, que é o melhor ranqueado do Estado na estatística da CBF, o mais tradicional e o de maior torcida.

O Alvinegro deve mais de R$ 1 milhão na praça, uma dívida contraída por gestões anteriores, que também dilapidaram o patrimônio do clube. A participação da AFAM deu um pouco de fôlego, mas foi insuficiente para resolver tudo.

Tocar um clube de futebol como o Mixto, que sofre muita pressão da torcida, não é uma tarefa muito fácil”, afirmou o presidente Hélio Machado, em conversa via celular, enquanto acompanhava o treinamento da tarde de ontem. 

Ele também se preocupa com a situação do time, que ainda não tem vaga garantida na semifinal. “Estou alertando desde o início e a esta altura já deveríamos estar com a vaga assegurada. Em caso de derrota em Barra, o que não espero que ocorra, correremos o risco de ser eliminados”, concordou.

Já o técnico Wilson Carrasco, que trabalha para colocar em campo o que tem de melhor no domingo, mais otimista que realista diz: “Vamos conseguir a vaga". 

Fonte: Sergio Neves/Jornal Folha do Estado
Foto: Otmar de Oliveira
05/04/2012

2 comentários :

Paulo Pereira disse...

Já que não temos competência, vamos copiar o que foi feito no Atlético Goianiense, isso sim é sucesso.Como já diziam os mais antigos "VERGONHA É ROUBAR E NÃO AGUENTAR CARREGAR".

Rodrigo - Jd. Petrópolis disse...

Oras, todo mundo sabe que uma grande empresa quer patrocinar o Mixto faz tempo. Só a diretoria do Mixto é que precisa explicar por que essa empresa não consegue ter sua logo estampada na camisa do alvinegro.

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!