10.4.12

Opinião: Técnico com a corda no pescoço


Jorge Maciel
No curso do campeonato, o Mixto liberou o técnico Eduardo Henrique, o Luverdense Eder Taques, o Palmeiras Arildo Berdum, o REC Joel Preisner e por aí afora. Tão quão o futebol em outros estados, Mato Grosso pratica a dança de técnicos, ora justa, ora injustamente.

Pelos lados do Mixto, Wilson Carrasco tem sido criticado por demorar muito a colocar o clube entre os quatro, apesar de 98% garantido. Mesmo assim o presidente alvinegro, Hélio Machado, sinaliza para o desligamento do técnico, alías, Machado critica o técnico até nos treinamentos.

Quando está na toca do Tigre, passa o treino todo dando pitacos (sempre para alguém que está próximo, nunca de forma ruidosa ou aos gritos).

Se as coisas caminham assim, com um clima extra-campo pesado, carregado, os dias de Wilson Carrasco, com o clube classificado ou não, devem mesmo estar contados.

Aliás, surpresa era se o Mixto terminasse o campeonato com essa direção técnica, que tem feito o que pode com um elenco ruim, mas que é cobrada como se o plantel fosse um pouco melhor.

Fonte: Jorge Maciel/Futebol Press
10/04/2012

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!