25.5.12

Com adiamento do início da Série D, Mixto ganha tempo para preparar o time


Celso Teixeira gostou do adiamento do jogo de estreia do seu time no Brasileiro da Série D contra o Sampaio Corrêa; equipe entraria em campo neste sábado. (Foto: Chico Ferreira/Jornal A Gazeta)
A suspensão da abertura do Campeonato Brasileiro da Série D agradou em cheio a comissão técnica do Mixto. Com o adiamento da partida da estreia diante do Sampaio Corrêa neste sábado à tarde, no estádio Dutrinha, o técnico Celso Teixeira ganha mais tempo para preparar seu time para a competição. O próprio comandante alvinegro, que busca no menor tempo possível implantar sua filosofia de trabalho, foi beneficiado com a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), já que só tem três dias que assumiu o comando técnico do elenco mixtense.

Diante do impasse, Teixeira vai comandar hoje trabalho integral. Se a rodada inaugural da Quarta Divisão fosse mantida para sábado, o grupo iria trabalhar apenas no período matutino e à tarde já entraria para concentração visando o duelo com o time maranhense.

Até o coletivo que estava agendado para a tarde de ontem, no Dutrinha, foi cancelado. A Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Cidadania (Smec) não liberou o gramado que ficou todo encharcado por causa da chuva que caiu toda a manhã de ontem.

Contratações
Além da boa notícia do adiamento do jogo, a diretoria do Mixto anunciou a chegada de mais dois reforços. Tratam-se do meia Felipe, contratado junto ao Tombense, vice-campeão da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro e do atacante Igor, de 22 anos. Este último volta para casa, já que é cria do Alvinegro da Vargas.

Sobrinho do maior artilheiro do extinto estádio Verdão, Bife, falecido a cinco anos, Igor surgiu em 2009 no time profissional do clube. Na época, o técnico era Wilson Carrasco que o promoveu para o time de cima. O até então garoto surpreendeu a todos pela velocidade, técnica e faro de gol. Seu futebol despertou interesse do Paraná Clube que o contratou na metade daquela temporada.

Sem espaço com o técnico Ricardinho, pentacampeão mundial pela Seleção Brasileira em 2002 no Mundial do Japão, Igor volta ao clube que o revelou ao futebol. Mas maduro, o atacante irá brigar por vaga no ataque mixtense com Furlan e Paulinho Marília.

Fonte: Luiz Esmael/Jornal A Gazeta
25/05/2012

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!