Mixto quase foi punido pelo TJD por conta de objeto arremessado por torcedor


Mixto escapa de punições no TJD
Por ‘culpa’ de sua torcida, o Mixto correu o risco de ser novamente punido com a perda do mando de campo. Em julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva da FMF, na noite desta terça-feira, o clube foi acusado duas vezesConseguiu ser inocentado, com mais um ‘aviso’ do TJD.

Um dos processos acusava a torcida do Mixto de ter arremessado uma “lata de cerveja” contra um assistente da arbitragem em um dos jogos da semifinal do Campeonato Mato-grossense, contra o Cuiabá. A pena solicitada era de perda do mando de campo por dez jogos, o que poderia incluir a Série D do Campeonato Brasileiro. Foi absolvido por unanimidade.

O outro processo acusava torcedores do Alvinegro de terem “ameaçado, ofendido e atingido com cusparadas” o trio de árbitros, também em um dos confrontos contra o Dourado. Neste, o clube foi multado em R$ 500,00.

defesa do Mixto foi feita pelo jornalista e advogado Antero Paes de Barros.

Assim como havia feito no dia 15 de abril, por ocasião do julgamento onde a torcida do Mixto era acusada de ter arremessado um rojão contra o árbitro (e o clube também foi inocentado,o presidente do TJD, João Vicente Scaravelli, fez novo alerta, “avisando” o time que “não dá mais para perdoar este tipo de comportamento”.

A diretoria do Mixto pretende fazer nova “cobrança de comportamento” aos seus torcedores “para evitar prejuízos maiores”.

Em 2009, na Série C, o Mixto foi obrigado a mandar seus jogos em Cáceres em função de uma punição originada por excessos de sua torcida. Acabou rebaixado para a Série D.

Nesta quarta será julgado o recurso do União contra a decisão do TJD que inocentou o Mixto no ‘Caso Jean Carlos’.

Fonte: Craques do Rádio
09/05/2012