24.8.12

Governo ainda não repassou verba e Justiça do Trabalho chegou a bloquear patrocínio


Novela: Ex-atletas do Mixto retiveram recursos de patrocinador City Lar e clube não tem como quitar salários
Presidente do Mixto Hélio Machado passou a tarde na Justiça do Trabalho negociando dívidas
(Foto: Jornal A Gazeta)
Durante toda a semana a diretoria tentou ‘apagar o incêndio’ com a ameaça de greve dos jogadores, devido o atraso dos salários. O presidente Hélio Machado viajou para resolver problemas particulares, mas, antes disso afirmou que estava no aguardo de uma posição oficial por parte do Governo do Estado, quando ao repasse do valor do patrocínio, estimado em R$ 100 mil mensais. É que como representante da Capital na Série D o alvinegro estampa a marca do Governo de Mato Grosso em seus uniformes.

Até a tarde de ontem a diretoria ainda não tinha regularizado a situação. Havia a expectativa de que outro patrocinador (City Lar) efetuasse um repasse, porém, fontes ligadas à Justiça do Trabalho, revelaram que o clube teria R$ 176 mil retidos de um dos patrocinadores, devido ações trabalhistas movidas por ex-atletas do Mixto, que teriam ‘descumprido um acordo verbal’.

O presidente do clube, Hélio Machado, não confirmou as informações, mas, passou a tarde nos tribunais, tentando evitar que ação se desenrolasse, para os recursos fossem liberados para a quitação. A ideia era a de renegociar as dívidas com os ex-atletas do clube perante o juiz, mediante a liberação dos recursos para a quitação da atual folha.

Machado tentou sensibilizar o juiz, alegando que, ‘caso a ação dos ex-atletas prosseguisse, mais 22 famílias, cujos pais mantém vínculos atualmente, seriam penalizadas com o prolongamento do atraso’. Mas, até o fechamento desta edição do Jornal A Gazeta o acordo ainda não havia sido fechado.

Temos a dívida, mas não recebemos do Governo ainda e não temos como pagar o jogadores nesse momento”, limitou-se a dizer o presidente alvinegro, bastante preocupado com a situação.

Fonte: Oliveira Júnior / Jornal A Gazeta
24/08/2012

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!