22.8.12

"Choraminguice do Santos". Orlando explica a falsa polêmica sobre as transferências de Nonato


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) dinamizou muito o sistema de registro de contratos e suas transferências. Hoje tudo é feito via on-line. Nenhum contrato é gerado se o atleta ainda estiver com um outro contrato em vigência num outro clube. É preciso a rescisão ou o empréstimo para que a transferência seja obtida.

Mesmo com as taxas de transferências pagas, via op aos bancos autorizados de cada federação, cujo valor é o mesmo (600 reais), é de obrigação da federação de origem acrescentar se o atleta está cumprindo punição, ou não. Além disso, existe o limite de transferência anual - e aqui entra o caso do jogador Nonato, do Mixto Esporte Clube.

A CBF permite várias transferências desde que sejam de competições regionais (campeonatos estaduais), mudando apenas quando se tratar de transferência para disputas dos Campeonatos Brasileiros, das séries A-B-C-D. Aí só é permitido 2 transferências. Por enquanto, Nonato fez apenas uma, que foi da segundona goiana para a série D pelo Mixto. Portanto, Nonato e o Mixto não precisam se preocupar com a “choraminguice” do Santos de Macapá.

Para reforçar mais ainda a tese, a CBF, no seu departamento de registro, não aceita outro contrato quando o jogador já tenha “estourado” o número de transferências. No próprio site da CBF na parte interna de cada clube, onde se emite os documentos-contratos, aditivos e rescisões, o acesso é negado e explicado o porque. Ficou claro?

Fonte: Orlando Antunes / Soccer MT - Foto: Gilmar Ramos / Mixtonet
22/08/2012

3 comentários :

Anônimo disse...

ORLANDO...NESTE CASO O HUGO TAMBEM TEM CONDIÇÕES DE JOGO...ESTOU CERTO OU ERRADO.... LEONARDO2011

Odilor disse...

Se o Mixto mais uma vez cometer outra besteira e perder os pontos, ai não dá mais. Até eu que sou mixtense, vou entrar com uma ação contra a Diretoria, pedindo restituição dos ingressos que paguei para ver os jogos.

Anônimo disse...

ONTEM O SANTOS DO AMAPA TOMOU DE 3X1 DO COMERCIAL-PI

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!