20.8.12

Presidente fala sobre o impasse com o zagueiro Hugo. Salários serão acertados 5ª feira


O presidente do Mixto pretende regularizar os salários do elenco e da comissão técnica até a próxima quinta-feira. Para isso, conta com a verba do Governo, destinada aos times que disputam o Campeonato Brasileiro, segundo afirmou na manhã desta segunda-feira o presidente Hélio Machado. O dirigente disse ainda que espera uma posição final da CBF sobre a situação do zagueiro Hugo e confirmou que o Alvinegro deve contratar mais um centroavante para a seqüência da Série D.

"A viagem para São Luis (no Maranhão, onde joga domingo contra o Sampaio Corrêa) será na sexta e quero quitar os salários até quinta-feira. O Governo deve repassar R$ 100 mil nos próximos dias, referente a dois meses da verba destinada à disputa do Brasileiro (Cuiabá e Luverdense também serão beneficiados)" disse Hélio.

Ainda conforme Machado, o Mixto deve “parte de junho e o mês de julho, que vence exatamente neste dia 20”.

"Conversei com o técnico e um diretor, explicando a situação. Eles ficaram encarregados de conversar com o elenco. Temos a dívida, mas também temos dinheiro a receber, portanto, é questão de dias para normalizar tudo" acrescentou o presidente, para quem “a possibilidade de greve não existe, pois eles (jogadores) estão cientes de toda situação”.

Em relação ao zagueiro Hugo, Hélio confirmou que “ainda não houve um acerto financeiro”, explicando que “como o nome do jogador só saiu no BID após o encerramento do prazo para transferências internacionais, fizemos uma consulta e aguardamos uma posição oficial da CBF, se podemos ou não usar o zagueiro”. Acrescentou que “se a resposta for negativa, não vamos contratar um jogador que não poderemos usar e esta situação foi combinada com o próprio Hugo”.

Sobre a segunda fase da Série D, Machado confirmou o que disse o técnico Everton Goiano no final de semana: um centroavante “de área” deve ser contratado.

Fonte: Craques do Rádio
20/08/2012

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!