"A perna deles vai tremer" - Jogador do Remo diz que Mixto não vai aguentar suposta pressão


Atleta Remista diz que não conseguiu mostrar seu futebol por culpa do gramado
Meia Reis  afirma que mixtenses vão tremer no Mangueirão
Donos do maior público em uma partida no Campeonato Brasileiro da Série D: 21 mil torcedores, no Mangueirão. Essa é uma das apostas do meia do Remo, Reis, para converter o placar de 2 a 0, conquistado pelo Mixto-MT, no último domingo pela partida de ida das oitavas de final.

"Aqui (Estádio Gaspar Dutra, em Cuiabá), eles jogam para uns 5 mil. Lá vão pegar 35 mil e a perna deles vai tremer", aposta o meia Reis. Seguindo o discurso de praticamente todo os jogadores do Remo, o meia também remete parte da derrota as condições do gramado. "Para o meu futebol, era impossível jogar nesse campo, mas em casa vamos impor nosso ritmo", completa.

Depois de algumas mudanças, o técnico do Remo Marcelo Veiga, esperava um resultado mais confortável para a partida de volta. Mas as esperanças persistiram até o primeiro tempo. Pressionando durante toda etapa inicial, o Remo parava na boa atuação do goleiro Perereca que defendeu chutes de quase todos os jogadores do setor ofensivo do Remo.

Segundo a imprensa local, o goleiro foi eleito o melhor jogador da partida. Então, como diz o velho ditado: quem não faz leva. Além de perder o lateral-esquerdo, Andrezinho, com lesão na coxa, o Remo se perdeu na marcação e deu espaços para os atacantes do Mixto, principalmente para Nonato, que marcou os dois gols da vitória em bolas alçadas na área.

"Tomamos uma ducha de água fria no início do segundo tempo, quando levamos o gol após uma jogada nossa perdida na frente. Oferecemos o contragolpe e eles souberam aproveitar com muita esperteza”, confessou Veiga, que promete ir para cima. “Temos que jogar com inteligência, mas também com ofensividade. Vamos sufocar o Mixto em busca destes três gols", admitiu o técnico Marcelo Veiga.

A partida de volta acontece no próximo domingo, às 15h (horário de MT), no Estádio Mangueirão, em Belém. Para avançar às quartas de final, o Remo precisa vencer por três gols de diferença.

Fonte: Rádio Clube do Pará
03/09/2012