Após ser campeão como jogador pelo Flamengo, Vasco, Bahia e Corinthians, Adão quer pelo Mixto o primeiro título como treinador



Tri-campeão brasileiro, hexacampeão carioca, campeão paulista, baiano, cearense, português etc, com as camisas do Flamengo, Vasco, Botafogo, Ceará, Bahia, Corinthians, Santos. O currículo do jogador Cláudio Adão dentro de campo é recheado. Ele passou pelos principais clubes do país e ganhou quase tudo o que disputou. Marcou 862 gols, por 27 equipes diferentes. Agora, o ex-atacante busca o seu primeiro troféu em sua curta carreira como treinador.

Ele assumiu o Mixto no meio do Campeonato Mato-grossense, ficou seis rodadas invictos - estreou contra o Vila Aurora pela 10ª rodada - e classificou a equipe para a final, que começa neste domingo, contra o Cuiabá. Quando foi contratado, confessou que "não era nada como treinador". Porém, a história pode começar a mudar.

"A ansiedade é grande, tenho certeza que vamos conseguir esse título muito importante para todos. O Cuiabá é um time gabaritado, tem um bom treinador e está na Série C. Mas estamos confiantes na conquista" disse Adão.

Para ele, a conquista será um reconhecimento ao trabalho desenvolvido.

"Fiz vários cursos depois que parei de jogar. Tive a oportunidade de ter o Parreira, Zagallo, Luxemburgo, Oswaldo de Oliveira como professores. Busquei me reciclar, pois o futebol é dinâmico. Sem contar as diversas preleções que vi ao longo da carreira, como as do Telê Santana. Acredito que aprendi bastante com isso" afirmou.

Ele afirma ter conquistado 18 títulos no Flamengo, e quase 40 ao longo da carreira. Como treinador, iniciou no Sport Boys (Peru) em 1997 e passou ainda pelo CSA-AL, Volta Redonda-RJ, Metropolitanos-SC, Ferroviário-PE, Duquecaxiense-RJ e Legião-DF. Sempre com campanhas razoáveis.

"É a minha grande oportunidade de título. Temos um grupo bom que está focado nisso. Cheguei sob a desconfiança de todos no Mato Grosso. Agradeço ao Eduardo Henrique [ex-treinador do Mixto] que deixou o time montado" completou.

Após uma partida contra o Mato Grosso, Adão afirmou que o clube não havia perdido, pois ele "tinha estrela". Por ora, tem provado isso no Mixto, que não chegava em uma final de Estadual desde 2008, ano do último título.

Mixto e Cuiabá iniciam a busca pelo título estadual neste domingo, às 15h, no estádio Presidente Eurico Gaspar Dutra.

Fonte: Robson Boamorte/Globo Esporte - Foto: Anna Larissa/Correio 24h
25/04/2013