Hélio Machado confirma dívidas com hotéis: “Devemos sim, mas não temos como pagar”


A notícia que circulou em parte da imprensa da capital dando conta de que o Mixto deve hotéis da cidade foi confirmada pelo presidente do clube Hélio Machado. “Devemos sim, mas não temos como pagar”, disse o dirigente, referindo-se aos hotéis Paiaguás, Gran Odara e Alvorada.

Só num dos hotéis a conta é de R$ 35 mil.  O técnico Cláudio Adão, por exemplo, contratado e hospedado pelo investidor Éder Moraes, mora no Gran Odara, um hotel de luxo de Cuiabá, cuja diária mais barata custa R$ 200,00.
Eder Moraes contratou os hotéis para a comissão
técnica e parte dos jogadores (Foto:  Olhar Esportivo)

Agora há pouco o  setor de reservas do hotel informou que Adão fez check-out no  último dia 8/5 (três dias após a final do Campeonato Estadual).

Por fim, um colaborador da diretoria se disse obrigado a retirar o seu nome da conta de energia elétrica da república dos jogadores, cujo fornecimento seria suspenso esta tarde.

Além de hotéis e luz, o Mixto ainda teria débitos com contas de água e jogadores.

Hélio não confirma, mas pessoas ligadas a diretoria informaram que os valores conseguidos em patrocínio através de Eder Moraes ainda “são irrisórios” e dos colaboradores da fase final do Estadual o clube não teria recebido tudo ainda.

Fonte: Oliveira Jr./Craques do Rádio
14/05/2013