EDER E HÉLIO RACHAM. SALÁRIOS ATRASADOS E INDEFINIÇÃO. EDER DIZ QUE NÃO PÕE MAIS DINHEIRO COM HÉLIO


O Mixto passa por momentos de indefinição e ao mesmo tempo de decisões. Os próximos dias serão muito agitados e muitas coisas devem acontecer. A conjuntura interna é praticamente insustentável, com salários atrasados por mais de dois meses, vários jogadores pensam em abandonar o clube, assim como o gerente de futebol Tim. 

Até o momento não tem dinheiro para pagar o elenco! O fato é que o presidente Hélio Machado tenta jogar a culpa no presidente de honra Eder Moraes. Ambos nem se falam mais e possuem desacordos profundos. Hélio tenta jogar a culpa no Eder, mas não foi capaz de viabilizar nenhum tipo de patrocínio para o clube, nem uma mínima parceria!

Do outro lado, Eder Moraes diz que sua responsabilidade era manter a equipe técnica e ajudar na contratação de alguns jogadores, e não manter todo o elenco. Segundo ele essa seria a tarefa da diretoria. Eder se diz enganado pelo Hélio Machado que, segundo ele, não presta conta de nada e só recorre ao mesmo para enviar contas para pagar mas nunca para participar do dia a dia do clube.

Hélio e Eder racharam, cada um para um lado.

Hélio tem se reunido com alguns apoiadores e estaria buscando formas de bancar o elenco rompendo definitivamente com Eder Moraes. 

Já Eder afirma que só volta ajudar o Mixto se Hélio Machado renunciar. Segundo informações que chegaram o Mixtonet, Eder teria patrocínios prontos para entrar em cena e que isso não aconteceu antes por conta do relacionamento com a diretoria que há tempos vem se desgastando e entrando em conflito. "Não confio mais nessa diretoria de Hélio Machado, não posso mais colocar dinheiro ali da forma como o clube é administrado por ele", disse Moraes.

Uma coisa está praticamente definida: se Hélio Machado continuar Eder Moras deve sair.

Texto: Mixtonet
14/06/2013