13.6.13

Segundo site, goleiro Maurício e lateral Bira devem abandonar o Mixto e clima é tumultuado


Se fora de campo tudo parece bem no Mixto, pois mesmo com o empate em Rio Brilhante o time montado é bom, veloz e competitivo, fora de campo as coisas não caminham bem.

O elenco segue com praticamente dois meses de salários atrasados. A diretoria do clube sob o comando do presidente Hélio Machado parece inoperante diante da situação: até o momento o Mixto não conseguiu fechar nenhum patrocínio! Os gastos do como passagens, alimentação, etc, vem sendo pago do "jeitinho brasileiro", um empréstimo aqui outro lá e com a ajuda pontual do presidente de honra Eder Moraes.


As dívidas só aumentam e o presidente Hélio fica aguardando a liberação de verbas públicas oriundas de repasses do governo do estado e da prefeitura.

O goleiro Mauricio Telles não deve mais se apresentar ao clube, o atleta deve "abandonar o barco" por que não recebeu o salário. Outro que deve ir embora é o lateral-direito Bira.

A situação só não é pior por que o gerente de futebol Tim vem tentando contornar o clima de instabilidade e segurar os ânimos aflorados de alguns jogadores.

Eder Moraes tem se comprometido somente no pagamento da equipe técnica (Ito Roque e seus auxiliares) e ajudado com alguns gastos do dia a dia e o elenco de jogadores era para ser responsabilidade de Hélio Machado. Aqui o grande impasse: Hélio e parte da diretoria cobra de Eder uma ajuda maior e Eder diz que já ajuda muito dentro de suas possibilidades. Enquanto isso tudo continua do mesmo jeito.

A novidade do Alvinegro Cuiabano foi a chegada do zagueiro Wellington, ex-Cruzeiro-MG e Botafogo-RJ, e a negociação com o lateral-esquerdo Adilio Leandro da Costa, ex-Guarani-SP.

Os treinos retomam na tarde desta quinta-feira no CT do Brasil Central e o Mixto só volta a jogar pelo Brasileiro Série D no dia 7 de julho contra o Goianésia-GO no Dutrinha.

Fonte: www.giroesporte.com.br
13/06/2013

12 comentários :

Mixtense disse...

Ontem, na Mega FM, o Tim disse que o Bira já deixou o Mixto. Bira não faz mais parte do elenco.

Laterais direito agora são: Ley e Marcos Bahia

Anônimo disse...

VIXI, vai começar a bagunça, porém tambem esses jogadores estão se precipitando, pois quer ganhar em dias vai para fora do país, a miorioa dos grande clubes salva exeções estão atrasados com pagamento tambem, é só consultar, fanfarrão esses atletas

Pedro on 13 de junho de 2013 16:51 disse...

Nâo entendi, esses atletas não estão 2 meses no clube, e pq o sr. Helio não consegue nenhum patrocinio? o Eder poderia dar uma ajudinha, ja que com certeza deva ter contato com vários empresários, deixar a casa se desfazer nesta altura do campeonato é muita sacanagem

RAFA disse...

Não adianta fazer futebol sem organização e sem conhecimento. Essa dupla Hélio Machado e Eder Moraes nunca, eu disse nunca, vão resolver o problema do Mixto... Não tem um mínimo de gestão, dar a volta por cima como América-MG, Atlético Goianiense e outros precisa de muita, mas muita organização e conhecimento. Tem um ditado antigo e que diz "nunca dê um passo maior que a perna" e esses 2 presidentes só sabem fazer isso. O Hélio manda vir jogador atrás de jogador, abarrota o elenco achando que o Eder vai arrumar dinheiro, e o Eder nós já conhecemos da época da AFAM, só gogó e vontade de ser político... Fora os 2... Pior é a boca suja apoiar esses 2, que fazem muito mal ao Mixto.

Anônimo disse...

O melhor que o Mixto tem a fazer é desistir da série D, pedir um licenciamento de pelo menos 2 anos para ver se consegue com ajuda de colaboradores para pagar suas dívidas. Caso contrário, é falência certa.

Anônimo disse...

Eu acho que o TIM está cheio de boas intenções e é um baita profissional. Infelizmente o Mixto não fornece estruturas administrativas 100% profissionais. A torcida do Mixto é enorme. O Mixto poderia fazer uma parceria com a Tubarão e adquirir camisas a preços baixo, e revendê-las a R$100,00 com nomes de atletas referência como Kiko, Kall, Geovani e agora o experiente zagueiro Wellington nas costas da camisa e adotando a numeração fixa para servir de identidade entre jogador/clube, com certeza o Mixto criaria uma receita a mais que ajudaria a diminuir suas despesas mensais. O que falta são ideias e uma pessoa de cabeça aberta no Marketing, o Tim não conseguirá fazer tudo sozinho. Acho que com poucos ajustes o Mixto sanaria muitos problemas que atormenta o elenco.

Anônimo disse...

Na minha opiniao Mixto tem q se linsenciar do futebol p/ balanço, arumar acasa colocar as dividas em ordem.......ai sim daqui 2 ou 3 anos volta organizado,porque como esta só vai iorar as coisas e as dividas só aumentao...... Fechas as portas JÁ p/ balanço.. É doido nais fazer oque. (carlos mixtense).

Anônimo disse...

Tem que fechar as portas para balanço... Licenciar do futebol 2ou3 anos organizar as dividas etc,,,, ai sim voltar em dias com profisionalismos organizado e forte.. É doido e triste mais fazer o que futebol hoje e organizaçao e copetençia e dinheiro (carlos mixtense)

Anônimo disse...

O MIxto está em situação séria,e a solução é muito simples. O apoio financeiro do Eder Moras,como ele mesmo declarou,que é para a equipe técnica, não é suficiente para levar o Mixto a serie C,Agora o Mixto precisa de um apoiador que pague salários e melhore o time,e a torcida toda,inclusive boca suja deve saber bem disso. Na minha opinião como Presidente do Conselho,o Helio já deveria buscar outros apoiadores financeiros,já que o Eder não pode. Elber Rocha

Igor França Garcia disse...

Olá sr. Élber, parabéns por dar a cara a tapa aos torcedores. Isso é muito nobre da parte do senhor, Mas, sobre o problema financeiro, todos os clubes necessitam de um apoio financeiro, mas conhecido como patrocinador. Em alguns casos, até parceiro, como a BMG gosta de atuar. Nem mesmo o Barcelona, que determinou jamais sujar o "manto sagrado" como eles dizem, consegue resistir a isso. Tem patrocinador na camisa. Acho que o problema é que não estão levando a sério, a SERIEDADE de se tocar uma empresa. Torcemos para um CNPJ, cujo nome fantasia é MIXTO ESPORTE CLUBE. Dinheiro não aceita desaforo e ele cobra um juros muito alto lá a frente. Se arranjarmos um "apoio financeiro", qual será a nossa contrapartida com esse patrocinador? Para que todos entendam a seriedade desse negócio, qualquer empresa, desde o mais pequeno, sabe que, para obter vantagens como isenções, abatimento de imposto..., ele necessita de comprovante de gastos, despesas.... No nosso próprio Imposto de Renda vemos isso...... Pessoal. legalmente, o jargão correto a dizer é, todo patrocinador, ele exige uma prestação de contas do seu dinheiro, que é feito de forma escritural e nominativo.

Anônimo disse...

Entregue o Mixto para um ou alguns empresarios que tenha dinheiro e saiba administrar. Com apoio financeiro do Eder e do Riva com prestacao de contas e transparencia. So assim poderemos sair desta crise. Se nao entao entrega ao Cesar Gaucho assim teriamos um presidente para Mixto e Operario. Seria um fato inedito mas a uniao dos arquirivais poderia dar certo... Leonardo.

Paulo Campos disse...

No discurso o Sr. Igor é uma beleza, mas na prática, também pulou fora do barco, pois queria ser diretor-presidente do tal conselho gestor, mas com alguém que não fosse ele na presidência, ou seja, no popular um laranja. Sabem porque? Para não correr riscos com seu próprio nome, pois a justiça trabalhista extende ao gestor, as responsabilidades sobre os assuntos que delibera. Qualquer pessoa inteligente faria o mesmo, mas ficar dando uma de engenheiro de obras prontas é muito cômodo. Não gosto da "administração" do sr. Hélio/Éder e até concordo com o comentário do torcedor citado, quando ele fala da falta de transparência e prestação de contas, mas porque não propôs ao menos fazer parte desta "gestão" tão combalida, sofrida, incompetente e questionada? Já que o está acima da média, em relação a outros torcedores, vai lá e resolve tudo mandrake.

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!