13.9.13

"Mixto no Século XXI": ATAM entrega materiais para o polo Despraiado e futebol feminino.


Dando continuidade ao projeto "Mixto no Século XXI", a Associação de Torcedores e Amigos do Mixto (ATAM) doou novos materiais esportivos para o polo do bairro Despraiado e para a equipe feminina do Mixto que disputará a Copa Coca-Cola 2013.

No polo Despraiado a ATAM mantém parceria com a diretoria da equipe do Nacional e atende na escolinha de futebol 40 meninos com 12  a 16 anos. Para participar do projeto é necessário que todos estejam estudando. Desta vez foram doados coletes, shorts, bolas e cones.
Na escolinha do polo Despraiado os treinamentos são realizados pela atleta do Mixto e acadêmica do curso de Educação Física Katerine. Para a ATAM, essa é uma forma de valorizar as atletas da casa. Os trabalhos são realizados no Mini-estádio do bairro Despraiado, em Cuiabá.  

"A Atam além de estar desenvolvendo uma ação social de integrar os jovens através do esporte, está também fortalecendo a marca do Mixto nas periferias da cidade.  Até o final do ano estaremos atendendo em torno de 200 crianças e adolescentes. Os próximos bairros beneficiados são os bairros São Sebastião, Santa Izabel, Chácara dos Pinheiros e Osmar Cabral", explicou Marco Prado, presidente da associação mixtense.

As Tigresas que disputarão a Copa Coca-Cola não ficaram de fora e também receberam novos itens para o treinamento. A ATAM repassou coletes, shorts, meias, bolas e cones.
O Mixto feminino busca na Copa Coca-Cola quebrar a hegemonia do interior na competição. Para tanto, a equipe realiza treinamentos às quartas e sextas-feiras, sempre sob o comando do professor Celso Nunes, no mini estádio do Bairro Areão. 

No bairro Areão funciona outro polo do projeto Mixto no Século XXI, exclusivamente para o futebol feminino, que já atende 30 meninas com idades entre 12 e 16 anos.

Texto: ATAM - Fotos: ATAM
13/09/2013

3 comentários :

Paulo disse...

é preciso levar essas crianças nos jogos do Mixtão.

Ze Renato disse...

Belo trabalho! Parabéns ATAM. Como sugestão, acho que esse projeto, a medida do possível, não pode ficar preso somente aos bairros de Cuiabá. A marca Mixto também deve ser forte a nível de Mato Grosso (interior). Talvez fosse o caso de, aos poucos, implantar também em Várzea Grande e outras cidades polos de MT como: Rondonópolis, Sinop, Cáceres, Barra do Garças, contribuindo para o fortalecimento da marca e principalmente aumentando o número de torcedores e simpatizantes.

Anônimo disse...

Parabens ao pessoal do grupo ATAM

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!