26.9.13

Presidente cobra repasse da prefeitura e diz que Mixto pode entrar com ação na Série D


Em Assembleia Geral Extraordinária que aconteceu na noite de quarta-feira no auditório do ginásio Aecim Tocantins, o presidente Eder Moraes conversou com conselheiros e torcedores sobre as finanças do clube, quadro de funcionários e rumo na Série D.

O secretário do clube, Marco Prado, apresentou uma prévia do balanço financeiro. O Conselho Deliberativo e o Conselho Fiscal devem ainda se reunir para aprovação das contas.

Eder Moraes ressaltou a dificuldade de tocar o clube sem patrocínio master e pediu o apoio do conselho e da torcida. Segundo os informes, a diretoria vem travando uma batalha para quitar as dívidas do Mixto, 80% delas já estariam negociadas.

Sobre o impasse na Série D, o presidente disse que se o STJD não definir nesta quinta-feira quem será o adversário do Mixto, o clube entrará com uma ação contra o Tupi e a Aparecidense.

Outro assunto discutido foi o repasse que a prefeitura de Cuiabá passaria ao clube, de R$ 600 mil, mas que foi suspenso pelo prefeito Mauro Mendes. O repasse é uma lei municipal aprovada no final de 2011 (veja aqui) que prevê incentivo de R$ 1 milhão por ano aos clubes da capital como promoção ao futebol profissional e categorias de base da baixada cuiabana. Torcedores prometeram mobilização para cobrar o prefeito.

Texto: Mixtonet com informações de Renan Felipe Moreira
26/09/2013

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!