EDER DIZ QUE ITO ROQUE NÃO FICA E DESABAFA: "SOZINHO NÃO DÁ MAIS"


O presidente Eder Moraes não consegue esconder o abatimento e a decepção com a eliminação do time na Série D do Campeonato Brasileiro. Sentimentos fortalecidos também pela situação fora de campo, onde lamenta a falta de apoio. Afirmando não ter o respaldo administrativo e financeiro necessário, o dirigente avisa: “sozinho não dá mais”.

"Ninguém ajuda, falta colaboradores. Não estou dizendo que vou deixar o clube, mas tem que vir todo mundo para dividir a administração e as finanças. Fiz o que pude, investiu até onde deu. Mas sozinho não dá mais. Faltou comprometimento de quem prometeu apoiar" desabafou Moraes, sem citar nomes.

Ele destacou que tem procurado fazer uma “gestão democrática”, ouvindo e dividindo opiniões, mas alega ter ficado “isolado” para investir no clube. “O Mixto não pode ser uma pessoa só, nenhum clube pode”, frisou, lembrando também que “esta é a realidade do nosso futebol de uma forma geral, mas precisamos mudar isso”

Também citou que União e Operário enfrentam problemas semelhantes e colocou o Luverdense como exemplo à ser seguido: “lá a cidade abraçou o clube e é isso que precisamos aqui”.

Sobre a futuro do time após o fim do sonho do acesso à Série C, Moraes disse que está mantendo reuniões para definir a situação da comissão técnica e do elenco, frisando que “poucos devem ficar” e confirmando que “o Ito (Roque, técnico) não fica, pois seu salário é muito alto para os nossos padrões regionais e para o momento atual do clube”.

Fonte: Craques do Rádio - Foto: Olhar Esportivo
11/10/2013