7.10.13

Futebol Interior, Rádio Globo de JF e Rádio Industrial relatam inexistência de penalidade contra o Mixto e arbitragem tendenciosa


Árbitro Marcelo Aparecido de Souza
O segundo jogo das quartas de final entre Tupi e Mixto foi marcado por lances polêmicos de arbitragem que certamente determinaram o resultado final do jogo. Estranhamente, o árbitro Marcelo Aparecido de Souza atuou de forma tendenciosa ao time mineiro, com faltas invertidas, pênalti duvidoso marcado e distribuição de cartões somente ao time do Mixto. 

Nenhum representante da Federação Mato-grossense de Futebol acompanhou a partida do Mixto, enquanto que vários representantes da federação mineira se faziam presentes e acompanhavam tudo de perto.

"Arbitragem tendenciosa, mal intencionada, suspeita em todos os aspectos. Um árbitro dar um pênalti daqueles e amarelar quase todos os jogadores do meio campo do Mixto no começo do jogo,  não tem como não deixar suspeita. A falta que originou o cartão do Felipe Blau nem falta foi e ele deu cartão", explicou o radialista Rosenil Luiz, que transmitiu a partida pela Rádio Industrial de Várzea Grande direto de Juiz de Fora.

Já o site Futebol Interior, um dos maiores do país, afirmou em sua matéria sobre o jogo, baseada em relatos da Rádio Globo de Juiz de Fora, que a arbitragem foi "polêmica" e que houve " inexistência da penalidade".

Confira trechos da matéria do Futebol Interior:

"O jogo foi marcado por muitas polêmicas com a arbitragem. O time do Mato Grosso terminou o jogo com apenas sete jogadores em campo, de tanto reclamar no final da partida.

Aos 40 minutos do primeiro tempo, quando o Mixto vencia por 1 a 0, o lance mais polêmico do jogo. Após cruzamento, Ademilson caiu na área e o árbitro marcou pênalti. Os jogadores foram para cima da arbitragem, reclamando muito do lance. A equipe de comentaristas da Rádio Globo de Juiz de Fora, de forma unânime, comentaram da inexistência da penalidade. Além disto, a arbitragem deu cartões amarelos em demasia aos jogadores do time do Mato Grosso com o claro propósito de favorecer o Tupi. Mas, Ademilson, bateu com categoria e marcou o gol de empate para o Tupi (...).

"O Mixto era todo ataque, pressionando (em busca do terceiro gol), e aos 43 minutos (do segundo tempo) teve um jogador expulso. O volante Felipe Blau, que já tinha cartão amarelo, colocou a mão na bola e foi expulso. Fechado, no contra-ataque, o Galo tentou chegar, com Ademilson. Num contra-ataque, ele foi lançado, invadiu a área, mas na hora do chute foi derrubado por Felipe Tchelé. O jogador recebeu o segundo amarelo e deixou o time com um a menos. Mas, os jogadores do Mixto se revoltaram e foram para cima da arbitagem, com isto, Kall e Kiko também foram expulsos, ficando com sete em campo."

Texto: Mixtonet
07/10/2013

3 comentários :

Paulo Roberto disse...

Futebol não é coisa para frade e freira. Fomos roubados na cara dura em pleno dutrinha, naquele mata-mata contra o América. O bandeira anulou um gol legal do Patrick e fomos desclassificados.O futebol vai bem além das 4 linhas e sem contar que a federação de mt sempre joga contra o MIXTO, pois o seu presidente é operariano e nada faz pelo noso futebol.

Pedro on 7 de outubro de 2013 16:17 disse...

Sempre é assim, a FEDERAÇÃO MATOGROSSENSE de nada serve, ao menos ao mixto além de não servir ainda é contra o Tigre, sem falar que governo tanto estadual como municipal nunca fizeram nada pelo esporte de Mato Grosso, isso é muita vergonha, a copa aqui é MESMO só para Inglês ver, cadê as manifestações?????? estão todos engolindo guela abaixo essa palhaçada que se chama copa do mundo

Roberto disse...

Como é triste ver mais uma vez o futebol de Mato Grosso ser prejudicado e não ter um representante para pode reinvindicar representar as cores e Mato Grosso.
Valeu MIXTÃO pelo esforço, ano que vem agente volta a agreditar.

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!