MIXTO PERDE EM JUIZ DE FORA E ADIA SONHO DE RETORNAR À SÉRIE C

Ainda não foi dessa vez. O sonho de retornar à Série C do Campeonato Brasileiro foi mais uma vez adiado para o Mais Querido de Mato Grosso. Em partida que valia o acesso à terceira divisão do nacional, o Tupi venceu o Mixto por 3 a 2 eliminando o Alvinegro cuiabano da competição e garantindo o acesso do time mineiro. A partida aconteceu no domingo no estádio radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora. Na partida de ida o jogo havia terminado empatado em 1 a 1, no estádio Dutrinha em Cuiabá.
Primeiro tempo

O estádio Mário Helênio recebeu um bom público, a torcida do Tupi compareceu para apoiar seu time mas a torcida do Mixto também estava representada por cerca de 15 torcedores que levaram faixa e bandeiras.

Os primeiros lances de perigos foram do time da casa, o Tupi-MG criou a primeira chance do jogo aos cinco minutos. Henrique levantou na área, Adriano Felício apareceu no meio da zaga para cabecear, mas a bola saiu fraca e Bruno fez a defesa com tranquilidade. Depois, foi a vez de Núbio Flávio assustar. O camisa 7 entrou em velocidade pela direita, passou por Robinho e bateu cruzado. Antes que a bola chegasse até Ademilson, o goleiro Bruno saltou para cortar o cruzamento e afastou o perigo.

Logo na primeira investida, o Mixto-MT foi fatal. Aos 35 minutos, Jonatas Obina recebeu a bola entre os dois zagueiros, matou no peito e bateu da entrada da área com precisão, no ângulo esquerdo de Victor Souza, para fazer 1 a 0 e tirar a vantagem que o Tupi detinha de jogar pelo empate sem gols.

Mas a alegria dos mixtenses durou pouco. Logo em seguida o time mineiro atacou o gol mixtense e, num bate rebate na área, o juiz marcou pênalti no atleta Núbio Flávio, que teria sido derrubado pelo zagueiro Kall. A marcação do pênalti foi bastante contestada pela imprensa esportiva. Com categoria, o artilheiro Ademilson bateu a penalidade e deslocou o goleiro Bruno estufando a rede no canto direito. Uma a um resultado que levava a partida para os pênaltis.

Aos 41, o zagueiro Kall quase marcou o segundo do Tigre, bateu falta da intermediária, buscando o ângulo direito, e Victor Souza fez grande defesa, espalmando pela linha de fundo. A primeira etapa terminou em 1 a 1.


Segundo tempo

No segundo tempo, o Tupi-MG novamente começou melhor e foi em busca do gol da virada e logo aos três minutos, Henrique cruzou da direita, Michel entrou livre e empurrou para a rede, virando a partida. 

E para completar a alegria dos mineiros e jogar um balde de água fria nas pretensões dos cuiabanos, aos oito minutos, em cobrança de escanteio pela direita, o zagueiro Fabrício Soares antecipou a marcação e tocou de cabeça. o zagueiro mixtense Kall tentou tirar a bola mas acabou jogando contra o próprio gol: 3 a 1.

Parecia que o Mixto ia se entregar, mas o Tigre levantou a cabeça e partiu em busca de reverter o prejuízo, dando emoção ao jogo. Aos 15 minutos, Geilson cobrou rápido uma falta pelo lado esquerdo de ataque e pegou a defesa do Tupi-MG desarrumada. Jonatas Obina, oportunista, recebeu sem marcação na área e de perna esquerda fez o seu segundo gol na partida: 3 a 2.

O time mato-grossense foi para cima em busca do terceiro gol e quase empatou aos 31 minutos. Victor Souza cortou parcialmente o cruzamento na área e Rafael Paty pegou o rebote, mas o goleiro do Tupi-MG se recuperou no lance e conseguiu travar o chute. 

Aos 40, o Tupi por pouco não ampliou o marcador. Ademilson cruzou na área para Henrique, que livre bateu de perna esquerda, mas a bola foi por cima do gol de Bruno. 

Já aos 43, o volante Felipe Blau levou o segundo cartão amarelo, o árbitro marcou bola na mão. Instantes depois vei a confusão. Após parar contra-ataque perigoso de Ademilson, Felipe Tchelé também foi expulso. Os jogadores mato-grossenses se revoltaram e foram para cima do árbitro Marcelo Aparecido de Souza. Na confusão, Kall e Kiko foram expulsos por reclamação. A polícia entrou em campo para conter os atletas do Mixto. A partida se estendeu paralisada até os 50 minutos no segundo tempo, e 1 minutos depois quando soou o apito pela última vez, para euforia da torcida em Juiz de Fora.


Ficha técnica

- Jogo: Tupy Futebol Clube 3 x 2 Mixto Esporte Clube

- Competição: Campeonato Brasileiro Série D / 3ª Fase - Quartas de Final / Jogo 182 / 2ª Rodada

- Dia: Domingo 06/10/2013

- Horário e local: 15h00 (horário de MT), Estádio Mário Helênio - Juiz de Fora/MG

- Árbitro:  Marcelo Aparecido R de Souza (SP)

- Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)


Texto Mixtonet com Globo Esporte - Foto: Diego Alves
07/10/2013

Postar um comentário

5 Comentários

  1. Que providencia sera tomada. O Tupi tem que ser punido e perder a vaga.marcio

    ResponderExcluir
  2. Na verdade o MIXTO foi desclassificado no jogo em casa, no qual cedeu o empate no final. Cometemos os mesmos erros do ano passado, ou seja empatar em casa 1X1. Tivemos todas as chances de meter no mínimo 2X0 na terça-feira, porém a covardia do técnico e a incompetência do elenco nos deixou mais uma vez no QUASE.

    ResponderExcluir
  3. Sinceramente acreditei que seria diferente, mas estou é decepcionado com o Ito, se teve algum culpado por tudo isso foi ele, que me desculpe outras opiniões, é verdade que o time do Mixto era um time limitado porém o grupo esta de iguais condições com demais, mas o Ito por birra, ou sei lá oque preferiu sempre ir contra torcida e escalar alguns jogadores que ao meu ver jamais deveria estar no Mixto, tais como o sr. Jamba, que não vinha apresentando futebol a altura do Tigre e o sr. Paty, este sem comentários, tanto que foi só ser escalado como titular, mesmo em uma situação complicada já, mas autor de 2 gols em uma unica partida, pena que não deu para garantir o Mixto na série C, mas espero que o senhor Eder agora, planeje desde cedo para se ter uma boa base para o matogrossense e tentar de qualquer forma o título da Copa Governador aproveitar e dispensar aqueles que pouco contribuiram com o Mixto, mesmo que seja jogador da terra, infelizmente no futebol se for ficar com pena não se ganha nada, BOLA PRA FRENTE MIXTÃO

    ResponderExcluir
  4. Primeiro desejo melhoras ao guerreiro Kall, depois pedir ao sr. Eder que tome suas devidas providências em relação ao atual elenco, ficar com esse técnico e alguns jogadores que não serviram de nada só dando despesas ao clube não dá, e acho que o Mixto agora deve ir com força máxima em busca do título da copa governador, para ao menos garantir vaga na copa do brasil, pelo visto se o mixto quiser esta competição esta mamão com açúcar para o Mixto, e sr. Eder vamos anunciar algo bom para o Mixto, não vamos deixar a torcida esfriar

    ResponderExcluir
  5. Parabéns a toda comissao tecnica que trabalhou ao maximo para a conquista do acesso infelismente o time e limitado o que o treinador fez foi tirar leite de pedra, para quem entende de verdade de futebol sabe disso. Parabens Ito pelo seu trabalho acompanhei de perto e nenhum treinador trabalhou tanto a parte tatica, como vc . E muito competente e so entrar no seu curriculo e ver seus trabalhos nos clubes por onde passou abracos e boa sorte e obrigada por levar o mixto ate onde deu.

    ResponderExcluir