7.10.13

MIXTO PERDE EM JUIZ DE FORA E ADIA SONHO DE RETORNAR À SÉRIE C


Ainda não foi dessa vez. O sonho de retornar à Série C do Campeonato Brasileiro foi mais uma vez adiado para o Mais Querido de Mato Grosso. Em partida que valia o acesso à terceira divisão do nacional, o Tupi venceu o Mixto por 3 a 2 eliminando o Alvinegro cuiabano da competição e garantindo o acesso do time mineiro. A partida aconteceu no domingo no estádio radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora. Na partida de ida o jogo havia terminado empatado em 1 a 1, no estádio Dutrinha em Cuiabá.
Primeiro tempo

O estádio Mário Helênio recebeu um bom público, a torcida do Tupi compareceu para apoiar seu time mas a torcida do Mixto também estava representada por cerca de 15 torcedores que levaram faixa e bandeiras.

Os primeiros lances de perigos foram do time da casa, o Tupi-MG criou a primeira chance do jogo aos cinco minutos. Henrique levantou na área, Adriano Felício apareceu no meio da zaga para cabecear, mas a bola saiu fraca e Bruno fez a defesa com tranquilidade. Depois, foi a vez de Núbio Flávio assustar. O camisa 7 entrou em velocidade pela direita, passou por Robinho e bateu cruzado. Antes que a bola chegasse até Ademilson, o goleiro Bruno saltou para cortar o cruzamento e afastou o perigo.

Logo na primeira investida, o Mixto-MT foi fatal. Aos 35 minutos, Jonatas Obina recebeu a bola entre os dois zagueiros, matou no peito e bateu da entrada da área com precisão, no ângulo esquerdo de Victor Souza, para fazer 1 a 0 e tirar a vantagem que o Tupi detinha de jogar pelo empate sem gols.

Mas a alegria dos mixtenses durou pouco. Logo em seguida o time mineiro atacou o gol mixtense e, num bate rebate na área, o juiz marcou pênalti no atleta Núbio Flávio, que teria sido derrubado pelo zagueiro Kall. A marcação do pênalti foi bastante contestada pela imprensa esportiva. Com categoria, o artilheiro Ademilson bateu a penalidade e deslocou o goleiro Bruno estufando a rede no canto direito. Uma a um resultado que levava a partida para os pênaltis.

Aos 41, o zagueiro Kall quase marcou o segundo do Tigre, bateu falta da intermediária, buscando o ângulo direito, e Victor Souza fez grande defesa, espalmando pela linha de fundo. A primeira etapa terminou em 1 a 1.


Segundo tempo

No segundo tempo, o Tupi-MG novamente começou melhor e foi em busca do gol da virada e logo aos três minutos, Henrique cruzou da direita, Michel entrou livre e empurrou para a rede, virando a partida. 

E para completar a alegria dos mineiros e jogar um balde de água fria nas pretensões dos cuiabanos, aos oito minutos, em cobrança de escanteio pela direita, o zagueiro Fabrício Soares antecipou a marcação e tocou de cabeça. o zagueiro mixtense Kall tentou tirar a bola mas acabou jogando contra o próprio gol: 3 a 1.

Parecia que o Mixto ia se entregar, mas o Tigre levantou a cabeça e partiu em busca de reverter o prejuízo, dando emoção ao jogo. Aos 15 minutos, Geilson cobrou rápido uma falta pelo lado esquerdo de ataque e pegou a defesa do Tupi-MG desarrumada. Jonatas Obina, oportunista, recebeu sem marcação na área e de perna esquerda fez o seu segundo gol na partida: 3 a 2.

O time mato-grossense foi para cima em busca do terceiro gol e quase empatou aos 31 minutos. Victor Souza cortou parcialmente o cruzamento na área e Rafael Paty pegou o rebote, mas o goleiro do Tupi-MG se recuperou no lance e conseguiu travar o chute. 

Aos 40, o Tupi por pouco não ampliou o marcador. Ademilson cruzou na área para Henrique, que livre bateu de perna esquerda, mas a bola foi por cima do gol de Bruno. 

Já aos 43, o volante Felipe Blau levou o segundo cartão amarelo, o árbitro marcou bola na mão. Instantes depois vei a confusão. Após parar contra-ataque perigoso de Ademilson, Felipe Tchelé também foi expulso. Os jogadores mato-grossenses se revoltaram e foram para cima do árbitro Marcelo Aparecido de Souza. Na confusão, Kall e Kiko foram expulsos por reclamação. A polícia entrou em campo para conter os atletas do Mixto. A partida se estendeu paralisada até os 50 minutos no segundo tempo, e 1 minutos depois quando soou o apito pela última vez, para euforia da torcida em Juiz de Fora.


Ficha técnica

- Jogo: Tupy Futebol Clube 3 x 2 Mixto Esporte Clube

- Competição: Campeonato Brasileiro Série D / 3ª Fase - Quartas de Final / Jogo 182 / 2ª Rodada

- Dia: Domingo 06/10/2013

- Horário e local: 15h00 (horário de MT), Estádio Mário Helênio - Juiz de Fora/MG

- Árbitro:  Marcelo Aparecido R de Souza (SP)

- Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)


Texto Mixtonet com Globo Esporte - Foto: Diego Alves
07/10/2013

5 comentários :

Anônimo disse...

Que providencia sera tomada. O Tupi tem que ser punido e perder a vaga.marcio

Paulo Roberto disse...

Na verdade o MIXTO foi desclassificado no jogo em casa, no qual cedeu o empate no final. Cometemos os mesmos erros do ano passado, ou seja empatar em casa 1X1. Tivemos todas as chances de meter no mínimo 2X0 na terça-feira, porém a covardia do técnico e a incompetência do elenco nos deixou mais uma vez no QUASE.

Marques on 7 de outubro de 2013 14:56 disse...

Sinceramente acreditei que seria diferente, mas estou é decepcionado com o Ito, se teve algum culpado por tudo isso foi ele, que me desculpe outras opiniões, é verdade que o time do Mixto era um time limitado porém o grupo esta de iguais condições com demais, mas o Ito por birra, ou sei lá oque preferiu sempre ir contra torcida e escalar alguns jogadores que ao meu ver jamais deveria estar no Mixto, tais como o sr. Jamba, que não vinha apresentando futebol a altura do Tigre e o sr. Paty, este sem comentários, tanto que foi só ser escalado como titular, mesmo em uma situação complicada já, mas autor de 2 gols em uma unica partida, pena que não deu para garantir o Mixto na série C, mas espero que o senhor Eder agora, planeje desde cedo para se ter uma boa base para o matogrossense e tentar de qualquer forma o título da Copa Governador aproveitar e dispensar aqueles que pouco contribuiram com o Mixto, mesmo que seja jogador da terra, infelizmente no futebol se for ficar com pena não se ganha nada, BOLA PRA FRENTE MIXTÃO

Paulo on 7 de outubro de 2013 16:22 disse...

Primeiro desejo melhoras ao guerreiro Kall, depois pedir ao sr. Eder que tome suas devidas providências em relação ao atual elenco, ficar com esse técnico e alguns jogadores que não serviram de nada só dando despesas ao clube não dá, e acho que o Mixto agora deve ir com força máxima em busca do título da copa governador, para ao menos garantir vaga na copa do brasil, pelo visto se o mixto quiser esta competição esta mamão com açúcar para o Mixto, e sr. Eder vamos anunciar algo bom para o Mixto, não vamos deixar a torcida esfriar

marcelo disse...

Parabéns a toda comissao tecnica que trabalhou ao maximo para a conquista do acesso infelismente o time e limitado o que o treinador fez foi tirar leite de pedra, para quem entende de verdade de futebol sabe disso. Parabens Ito pelo seu trabalho acompanhei de perto e nenhum treinador trabalhou tanto a parte tatica, como vc . E muito competente e so entrar no seu curriculo e ver seus trabalhos nos clubes por onde passou abracos e boa sorte e obrigada por levar o mixto ate onde deu.

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!