PRESIDENTE DIVULGA NOTA SOBRE JOGADORES DO CLUBE NO FUTEBOL AMADOR


Na tarde de sexta-feira o Mixto Esporte Clube foi surpreendido com uma notícia de que jogadores da equipe alvinegra estavam sendo assediados por times amadores do campeonato da L.I.C.B. Sabendo dessa informação, o presidente Éder Moraes encaminhou uma nota de esclarecimento se posicionando sobre essa questão, confira na íntegra:

"Informo a toda torcida alvinegra que a atual gestão está totalmente comprometida na total profissionalização da Mixto Esporte Clube, e que as medidas estão sendo tomadas para tal. Cito como exemplo a parceria com uma das maiores empresas no ramo de marketing, shows e eventos, a Mario Zeferino Produções, que além de gerir o departamento comercial e de marketing do clube, vai gerir toda a categoria de base. 

Contratamos um diretor de futebol para o planejamento de 2014, que é o Antonio Boiadeiro. Com um currículo invejável, o profissional tem passagens por equipes do estado de Goiás, pelo Sampaio Corrêa-MA e outras equipes do país.

Também vale salientar que o Mixto Esporte Clube está próximo de anunciar, desta vez concretamente, a tão sonhada área para a construção do Centro de Treinamento, onde com isso, será resgatada a identidade do Tigre, que a muito tempo estava esquecida.

Diante de todas essas ações, a diretoria do Mixto Esporte Clube reconhece que existem atrasos salariais de funcionários do clube e de atletas. Porém, estamos trabalhando arduamente em solucionar esses problemas o mais rápido possível e com o objetivo de que até o natal toda a folha salarial estará em dias. 

Feito as considerações, informamos que a presidência do Mixto Esporte Clube não autorizou em nenhum momento jogadores pertencentes ao quadro profissional do clube participar de qualquer atividade amadora. Não iremos aceitar que jogadores profissionais, com contrato em vigor, se submetam a eventos de futebol não oficiais ao clube.

Os atletas que descumprirem a orientação, prenunciada em contrato, e jogarem partidas não oficiais, serão PUNIDOS COM VEEMÊNCIA, podendo ter seus contratos suspensos ou serem MULTADOS EM ATÉ 50% DO SALÁRIO, seguindo a legislação vigente. Persistindo na participação de jogos não-oficiais o atleta terá seu vínculo rescindido por justa causa. 

Quanto aos jogadores que ainda estão em negociação contratual, esses não terão mais o interesse em renovação por parte do clube.

O MIXTO ESPORTE CLUBE vai exigir profissionalismo total de seu atletas e não aceitará que nenhum funcionário denigra a imagem do maior clube do Mato Grosso.

Éder Moraes Dias
Presidente do Mixto Esporte Clube"