Éder Moraes: "o Operário é hoje o Mixto reserva. Depuramos o elenco. Ficou quem queria"


O presidente do Mixto se manifestou publicamente nesta terça-feira pela primeira vez sobre a ‘debandada’ de funcionários e jogadores do Alvinegro para o rival Operário. Afirmando que o Tricolor “fez um grande favor” ao seu time, Eder Moraes ironizou o elenco do rival afirmando que “o Operário é hoje o Mixto reserva”. Sem citar nomes, o dirigente também definiu como “três canalhas” alguns ex-mixtenses.

"O César Gaúcho (presidente do Operário) nos fez um grande favor. Depuramos o elenco. Ficou quem queria ficar. E olha, desfizemos um grupo que não ganhou nada com o Mixto, que na hora decisiva sempre amarelou, como na final do Estadual, na Série D, na Copa do Brasil…" declarou Moraes em entrevista ao vivo no programa CBN Cuiabá (Rádio CBN Cuiabá – 590 AM), na manhã desta terça-feira.

O presidente também disse ter dado um ultimato ao volante Kiko, outro jogador que recebeu proposta operariana: “disse que ele nos interessa, mas que estava livre para ir, pois só queremos que fique quem assim quiser”. Kiko decidiu continuar no Mixto!

Eder também anunciou que “dois ou três jogadores que o Operário levou ainda tem contrato em vigência com o Mixto, quero só ver como vão jogar no dia 19 (clássico da primeira rodada do Campeonato Estadual). Estou de olho e tudo o que eu quero é pegar o Operário numa situação de irregularidade".

Ainda sobre os mixtenses que atravessaram a ponte, Moraes defendeu a expulsão do ex-presidente Hélio Machado do Conselho Deliberativo do Tigre: “tem que ser expulso imediatamente e dar graças a Deus de não ser processado”.

Craques do Rádio - Foto: Olhar Esportivo