1.2.14

Éder Taques foi escolhido em uma lista que tinha Ary Marques e Edson Porto


Edson Porto, Ary Marques e Éder Taques eram as opções para assumir o Tigre
A decisão de contratar o técnico Éder Taques para comandar o Mixto veio após longa reflexão da diretoria do Mixto, particularmente do presidente Eder Moraes, do gerente de futebol João Boiadeiro e do presidente do Conselho Deliberativo Elber Rocha.

Após a confirmação de que o Everton Goiano não viria mais - a rescisão contratual com o Goianésia-GO inviabilizou o acordo - a diretoria colocou várias opções na mesa. 

O técnico Barbieri foi o primeiro a ser lembrado, mas logo descartado. 

João Boiadeiro defendeu intensamente a contratação do técnico Edson Porto, treinador formado no futebol gaúcho, bicampeão pelo Internacional-RS e campeão do campeonato japonês pelo Yokohama Marinos, atualmente está no Moto Clube-MA. Boiadeiro justificava que Edson Porto já conhecia a maioria dos jogadores que estão atualmente no Alvinegro. 

Mas Éder Moraes foi contra a contratação de Edson Porto e colocou na mesa duas opções: Ary Marques ou Éder Taques. Segundo o presidente era ora de apostar em uma opção regional. 

Elber Rocha achou as duas opções boas, mas a decisão final foi de Eder Moraes que optou por Eder Taques. Opção elogiada pela crônica esportiva regional e por alguns torcedores, mas muito questionada por muitos mixteses, pois se trata de um ex-sócio proprietário do Operário.

Fábio Ramirez / Mixtonet
01/02/2014

 

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!