17.3.14

ATAM ASSUME A CATEGORIA DE BASE DO MIXTO, QUE DEVE SER REFORMULADA


17/03/2014

A Associação de Torcedores e Amigos do Mixto (ATAM) assumiu as categorias de base do clube. O acordo foi firmado entre o presidente Eder Moraes e os dirigentes da associação, Marco Prado - presidente - e Arley Carlos.

A ATAM já vinha administrando o futebol feminino e o futsal do Alvinegro.

Com a decisão, a 'Mário Zeferino Produções' concentrará os trabalhos somente no marketing e capitação de recursos, antes estava previsto a Zeferino comandar a base.

A categoria de base passará por um processo de reformulação e será sub-dividida em pólos espalhados pela capital e alguns no interior do estado. Outro objetivo é implantar a "escolinha do Mixto", na qual os pais poderão matricular seus filhos para aprenderem os fundamentos do futebol.

- A nova categoria de base do Mixto promove integração entre as suas categorias, e os primeiros beneficiados foram a categoria feminina e o Sub-17 masculino. A categoria feminina se prepara para a Copa Integração, que será realizada na cidade de Campo Grande MS. E o Sub-17 masculino inicia a sua preparação para a Copinha, que acontecerá no segundo semestre - informou a ATAM por meio de seu site (www.mixtoatam.com).

Nas fotos, encontro de 'confraternização' entre meninas do Mixto Feminino e garotos do Sub-17:


Mixtonet

 

4 comentários :

Marques on 17 de março de 2014 13:28 disse...

Esta certo, caminho é este mesmo, porém precisa ter seu CT para então aí começar a se organizar e implantar de vez o projeto sócio torcedor, pq sem isso é complicado capitar recurso, pois um clube sem um endereço sem uma identificação fisica será dificil achar parceiros

Andre Luis on 17 de março de 2014 16:31 disse...

Eu queria entrar no sub-17 como eu faço? mandem endereço por favor. Eu acho importante começar a investir na base, Daqui uns anos podem ser o futuro do Mixto !

Henrry Moraes on 18 de março de 2014 10:32 disse...

E as crianças? como fica? Ficar com base apenas com 17 anos é complicado. Muito mais EFICAZ ensinar crianças de 12 anos em diante e aí quando chegarem aos 17 anos o trabalho fica mais fácil, caso contrário continuaremos presenciando jogadores com vícios que DEVEM ser retirados na escolinha. Sub 17 entende-se que está pronto só falta profissionalizar.

Henrry Moraes on 18 de março de 2014 10:38 disse...

Acredito que o caminho deve ser revisto. Por base entendo que a faixa etária deveria ser de 12 anos em diante. Com 17 anos os jogadores do clube já devem estar prontos para o futebol, caso contrário continuaremos encontrando nos gramados cuiabanos jogadores sem fundamentos básico como, bater um lateral ou fazer um cruzamento. De 12 a 16 anos o clube consegue deixar um jogador com potencial, mas tosco num profissional de verdade. Espero que a diretoria do clube do meu coração seja sensata e racional.

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!