14.3.14

OPINIÃO: 'É HORA DE CUMPRIR A PROMESSA, CT E ESTRUTURAÇÃO'


14/03/2014

Por Gildásio Pequeno*

Passada a ressaca da desclassificação, das consequências do  day after e da angústia descontrolada que me corroeu durante todo o dia, gostaria de tecer algumas considerações à respeito da trajetória do Mixto neste campeonato:

Contratações:  A meu ver o gerente de futebol João Boiadeiro subestimou o Campeonato Mato-grossense. Achou que seria barbada e fez péssimas contratações. A maioria dos jogadores contratados por ele não se adaptou. Alguns não são nem problemas de adaptação, são muito ruins mesmo;

Lesões Musculares: Impressionante a quantidade de jogadores que tiverem lesões musculares nesses quase três meses de treinamento e jogos. O departamento médico chegou a ter  9 jogadores em tratamento. Teve jogador que foi contratado, e por causa de lesão em treino nem conseguiu estrear;

Preparação Física: Em todos os jogos o Mixto foi dominado no segundo tempo, mesmo quando tinha um jogador a mais. Fácil inferir que houve falhas na preparação física;

Técnicos:  A contratação do Éder Taques, embora ele não tenha sido o principal culpado pelo mal desempenho, foi inoportuna e totalmente reprovada pela torcida. Contaminou o ambiente que já não era bom e culminou com a demissão do João Boiadeiro e posteriormente a do próprio Taques. Ari Marques chegou no final e mostrou competência, mas já não tinha mais elenco;

Torcida: Como sempre, foi fiel do início ao fim do campeonato e sempre esteve presente. Só quem vai ao Dutra sabe o sacrifício que é assistir jogos naquele ‘lixo’ de estádio, que não oferece o mínimo de conforto aos torcedores;

Presidente Éder Moraes: Como ele gosta de falar muito, procurei em todas as entrevistas (gravações) que consegui ter acesso, algo que pudesse culpá-lo, além é claro da responsabilidade pelas contratações. O que tenho a dizer é que em nenhuma entrevista ele prometeu títulos, pelo contrário, em uma entrevista dada à Rádio CBN ele no início do ano ele disse que só poderia prometer que cumpriria ainda no primeiro semestre de 2014 duas coisas:  a construção do tão sonhado Centro de Treinamento do Mixto e a estruturação das categorias de base. Promessas que em tese ainda podem ser cumpridas.

Então, ao contrário do que muitos pensam, para mim o ano ainda não está perdido, se chegarmos ao final do ano com o tão sonhado Centro de Treinamento em funcionamento terá sido uma grande vitória, muito mais até que o título do Estadual e a vaga na Série D, o Mixto precisa se estruturar. Mas para que isso realmente aconteça a torcida precisa cobrar do presidente, de forma contundente, as promessas feitas.

E ainda temos o jogo contra o Santos e a inauguração da Arena Pantanal, onde a torcida terá a oportunidade de fazer a sua festa e mostrar ao Brasil que ganhando ou perdendo o Mixto nunca (jamais) estará sozinho. E cantaremos com orgulho de ser alvinegro... de ser cuiabano!!

*Torcedor do Mixto EC e Analista de sistemas na ECT (Correios)


 

1 comentários :

Carlos Mixtense. disse...

É o meu pensamento também, acabei de assistir o jornal da Record e ver que ainda podemos ter começo da construção do CT, loja do Mixto, reestruturação para ter base em 2015. Tudo isso é algo que sonhamos desde sempre, o Mixto estruturado vale muito mais que qualquer título, jogar série d e etc...

E convenhamos, desde que o Verdão foi demolido a gente sofre no Dutra, lá é o fator que mais pesa contra, não estamos tendo sorte. Tomara que a sorte volte na estréia contra o Santos na nova Arena, aquilo sim é estádio. Não falo nem por ser estádio de Copa do Mundo, mas sim pela qualidade do gramado e poder proporcionar um jogo de qualidade e conforto para os torcedores.

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!