11.4.14

City Lar patrocina o Corinthians e revolta dirigente do Mixto. Ajuda lá e aqui não?


11/04/2014
City chegou a patrocinar o Mixto em 2012 mas parceria não foi mantida pela empresa
Pouco tempo após ter tido o contrato de incentivo fiscal renovado com o Governo de Mato Grosso, o que garante mais dez anos de isenção fiscal na casa de R$ 150 milhões anuais, para poder atuar como uma empresa mais “social” na sua região, a City Lar pode se tornar patrocinadora do Corinthians, de São Paulo. A empresa estamparia sua marca no ombro da camisa alvinegra por um ano, atualmente loteada entre a Caixa Econômica Federal, Fisk e Tim. A notícia deixou o presidente do Mixto, Eder Moraes, revoltado: “é um tapa na cara de Mato Grosso”.

De acordo com o blog De Prima, escrito por jornalistas do portal esportivo Lance!, o diretor de Marketing do Corinthians, Izael Sinem Júnior afirmou que o negócio já está fechado, mas os valores ainda não serão revelados. Se o valor for equivalente aos outros patrocínios, a quantia paga pela empresa deverá girar em torno de R$ 10 milhões ao ano. Atualmente, a franquia de escolas de inglês Fisk paga R$ 12 milhões para figurar as mangas da camisa do “Timão”.

O valor provável do patrocínio que poderá ser pago pela City Lar ao Corinthians, se for igual ao da Fisk, seria o suficiente para bancar toda folha salarial de um time regional, como o Mixto, que gasta algo em torno de R$ 165 mil, por cinco anos. Contudo, os times mato-grossenses sofrem para conseguir um patrocínio máster.

A reportagem tentou entrar em contato com o departamento de marketing da City Lar, mas, “devido a problemas nos ramais”, o responsável pela área não pode atender o Olhar Direto. A empresa teve os incentivos fiscais renovados no começo de 2014.

O tapa na cara é reconhecido como uma das mais universais e pesadas ofensas que alguém pode desferir, seja a amigo ou rival. E é esse o tipo de tratamento, “um tapa na cara”, que o presidente do Mixto Esporte Clube, Éder Moraes, acusa da City Lar de ter dispensado aos torcedores do alvinegro cuiabano e a todos os outros consumidores de Mato Grosso, caso seja consumada a negociação para a “gigante do varejo” ser o mais novo patrocinador do Corinthians.

“Com dez milhões o Mixto vai para série A do Brasileirão peitar o Corinthians. Se a City Lar colocar um milhão por ano o Mixto sobe para a série A”, asseverou o presidente do Mixto. “Essa é uma demonstração inequívoca de que a City Lar está de costas para o consumidor de Cuiabá e de Mato Grosso, no geral. É um ‘tapa na cara’ de mais de 250 mil torcedores do Mixto, ranqueados oficialmente pela CBF, fora a torcida dos outros times do Estado”, continuou.

No seu já tradicional estilo energético de provocar, Éder não poupou sinônimos para “ingratidão”, “desprezo” e “desrespeito” ao afirmar que a City Lar, se realmente estiver fechada com o Corinthians, comete um erro estratégico de marketing ao investir em um time de São Paulo, deixando de lado o esporte local.
“Eles ganharam tudo aqui. Cresceram graças aos incentivos fiscais e com o dinheiro do mato-grossense. A City Lar já patrocinou o Mixto, mas, com uma jogada contratual, eles nos deixaram. Insistimos para eles voltarem, mas se negaram. E isso por um valor muito abaixo, sem qualquer comparação”, lamentou Éder, que, na condição de secretário de Estado de Fazenda, durante a gestão do governo Blairo Maggi (2003-10), foi um dos articuladores dos incentivos fiscais para a City Lar.

Indignado, o cartola afirma que o desrespeito da City Lar para com o esporte local é ainda maior porque o futebol de Mato Grosso voltou a crescer, conquistou mais uma vaga na Copa do Brasil, tem um time na série B, o Luverdense, e a segunda maior torcida do Centro Oeste, com o Mixto, atrás apenas do Goiás. “Eles puxam a fila dos pessimistas”, ratificou.
Como resposta à atitude da City Lar, Éder Moraes afirmou que orientará a todos os torcedores do Mixto a deixar de comprar na gigante do varejo. “Eles têm que sentir esse tapa de volta. Como presidente da nação alvinegra, recomendo a todos os mixtenses que não passem nem na frente da porta da City Lar. Os torcedores do Mixto ajudaram essa empresa a crescer e precisam responder a essa injúria”, completou Moraes.

Olhar Direto - Craques do Rádio

 

4 comentários :

Mixtonet on 11 de abril de 2014 09:17 disse...

CITY LAR DEVE PATROCINAR CORINTHIANS COM R$ 3 MILHÕES

A empresa mato-grossense City Lar, uma das gigantes do varejo no Brasil, pode se tornar a próxima patrocinadora do Corinthians.

A informação foi dada pelo site esportivo Lance!Net, na última terça-feira (8).

Conforme o MidiaNews apurou, o montante do patrocínio giraria em torno de R$ 3 milhões e envolveria a realização de cinco jogos de mando do clube paulista, válidos pelo Campeonato Brasileiro de 2014, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

Conforme o site Lance!Net, o departamento de marketing da City Lar já teria fechado o acordo para que a logo da empresa estampasse as omoplatas (ombros) da camisa dos jogadores.

O acordo seria válido de maio até dezembro deste ano, mas sem valores definidos.

O site publicou valores, porém, dos demais acordos fechados pelo time para patrocínio neste ano.

São eles: Caixa Econômica Federal, que é a principal (R$ 30 milhões/ano); Fisk, nas mangas (R$ 12 milhões/ano); e TIM, que ocupa o interior dos números das camisas (R$ 3 milhões/ano).

Outro lado

Por meio de nota enviada por sua assessoria, o grupo City Lar informou que, de fato, foi procurado pela diretoria de marketing do Corinthians e que as negociações foram iniciadas, mas que nenhum acordo ainda foi fechado.

Na nota, a empresa afirma que tem histórico de patrocínios esportivos, "que incluem apoio a atletas paraolímpicos, apoio à maior corrida de rua do Centro-oeste, investimento em campeonatos, times de futebol regionais, entre outros”.

Fonte: Midia News

Breno on 11 de abril de 2014 10:19 disse...

Esse tipo de empresa deve ser boicotado, pelo menos pelos torcedores, não só do Mixto, mas de todos outros clubes matogrossense, pura sacanagem investir em um clube fora do estado, sendo que foram concedidos beneficios ao city lar, ganharam muito dinheiro aqui e agora ao invés de ajudar no esporte da terra preferem ir para outro lado, FIM DA PICADA

Aquino disse...

Realmente, mixtense que é verdadeiro mixtense, não compra mais na City Lar. Vamos boicotar mesmo, pois tem outras lojas concorrentes.

Reinaldo on 11 de abril de 2014 13:43 disse...

BOICOTE JÁ, isso deveria ser repassado a toda população, não só nós mixtenses

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!