16.3.15

Presidente se diz 50% aliviado por escapar do rebaixamento, mas restam salários a quitar


GATAO
"Estou 50% aliviado”. Assim o presidente do Mixto, Paulo César Gatão, definiu seu sentimento após o time garantir a permanência na Primeira Divisão do Campeonato Mato-grossense. Os outros 50% ficam por conta a situação financeira e da busca por recursos para quitar o pagamento da comissão técnica e do elenco.

Até quinta-feira quero ter isso resolvido e liberar todo mundo. Espero mais do que nunca a ajuda dos mixtenses, especialmente empresários, para recompensar a luta e a hombridade dos atletas, que mesmo com pagamento atrasados foram briosos, honraram a camisa do Mixto e evitaram o rebaixamento, que sem dúvida iria enterrar o clube de vez – afirmou o dirigente.
De acordo com Gatão, o Alvinegro precisa hoje de R$ 75 mil para sanar débitos com atletas e jogadores. “Com este valor consigo levantar a quantia suficiente para pagar fevereiro e estes dias de março, negociando com todo mundo para um acerto final, além de pagar dois mil que ficamos devendo para o Márcio Marolla (técnico que dirigiu nos 4 primeiros jogos do Estadual)”, completou.

Na semana passada o Mixto quitou o débito restante do mês de janeiro após intervenção dos vereadores Júlio Pinheiro e Toninho de Souza.

Nesta segunda-feira, às 18h30, o Mixto inaugura sua loja em parceria com a Tubarão, fornecedora de materiais esportivos, na Avenida Isaac Póvoas (em frente ao edifício Milão).
Craques do Rádio

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!