11.3.15

Mixto decide futuro no estadual contra o Poconé, na Arena Pantanal as 21:00 hrs. Tigre precisa da vitória para manter chances de não ser rebaixado para a Segunda Divisão.


Arena Pantanal TR (Foto: Attila Eugênio/TVCA)O Mixto decide seu futuro nesta noite no Campeonato Mato-grossense. A partida contra o Poconé, na Arena Pantanal, pode significar o rebaixamento à Segunda Divisão dependendo dos resultados. O jogo começa às 21h, válido pela nona rodada do grupo A. Os ingressos estão sendo vendidos em uma bilheteria móvel na frente do estádio, ao valor de R$ 20 inteira e R$ 10 meia. 
Com apenas três pontos em seis jogos, somente a vitória interessa ao Mixto. Se perder, somado a uma vitória do Luverdense contra o Operário, a equipe estará rebaixada. O jogo marca a estreia do treinador Elias Rosa, ex-jogador do clube na década de 80 e que terá a primeira experiência no comando de um time profissional. Ele vai substituir Flávio Barros, que pediu demissão após interferências da diretoria. 
Do outro lado, o Poconé entra mais tranquilo em campo. Já classificado para a próxima fase com 12 pontos, o time pantaneiro entra em campo desfalcado de quatro jogadores - dois suspensos e dois lesionados. Apesar disso, o treinador Marcos Birigui tratou de dar força ao grupo e diz confiar nos substitutos. 
A partida terá arbitragem de Wagner Reway, que terá como auxiliares Lincoln Ribeiro Taques e Eduardo Rodrigues. A TV Centro América transmite o duelo ao vivo para todo o estado. O GloboEsporte.com acompanha a partida em tempo real. 

Mixto: o treinador Elias Rosa não quis adiantar o time que entra em campo, mas prometeu mudanças. O Mixto pode entrar em campo com Ortiz, Pedro Bala, Jonathan, Juninho e Kaoe; Hasse, Felipe Delgado, Washington Veiga e Benítez; Luisão e Índio. 
Poconé: sem o zagueiro Amarildo e o goleiro Rocha, suspenso, além do volante Dourado e do volante Maycon, o Poconé deve jogar com Mateus, Portela, Alex Barcellos, Baltazar e Paulinho, Abimael, Cucau, Ronaldo Ortega, Edilsinho, Cabixi e Souza.
Fonte: Globoesporte.com
 
 
 

1 comentários :

Wagton disse...

O patrocínio que não chega aos times de futebol vai para a TV. Bem Mato Grosso.

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!