12.10.15

Arena: Cadeiras sujas de poeira e preços abusivos no bar, cadê o Estatuto do torcedor?


Quem acompanhou o empate entre Mixto e Dom Bosco, 1 a 1 pela estreia na Copa FMF, se assustou com a sujeira das cadeiras do setor norte, local da torcida alvinegra. A poeira que cobria os assentos impossibilitava os torcedores sentarem.

O Estatuto do Torcedor - Lei 10.671/2003 - diz o seguinte no Capítulo VII, Art. 28:

"O torcedor partícipe tem direito à higiene e à qualidade das instalações físicas dos estádios e dos produtos alimentícios vendidos no local."

Outra reclamação dos usuários da Arena Pantanal foi o preço das bebidas no bar. O copo d'água, por exemplo, era vendido a R$ 5,00, preço acima do praticado pelo mercado. 

No inciso 2º do Estatuto "é vedado impor preços excessivos ou aumentar sem justa causa os preços dos produtos alimentícios comercializados no local de realização do evento esportivo". 

Contraditoriamente, a mesma lei foi utilizada pela Juíza Patrícia Ceni, do Juizado Especial do Torcedor (JET) para proibir a entrada de bandeiras e instrumentos musicais no estádio.

Uma pergunta fica no ar: a lei vale para punir a torcida, mas não vale para garantir direitos? 

Cadeiras cobertas de poeira na Arena Pantanal
Fonte: Mixtonet. Fotos: Torcida Boca Suja
09/10/2015

1 comentários :

Odeney on 10 de outubro de 2015 08:53 disse...

As fotos das cadeiras já dizem tudo, com as palavras o Procon-Mt; Procon-Cuiaba; JET-MT; MPE-MT.

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!