26.10.15

MAUS RESULTADOS E IMPROVISOS ENCERRAM PARCERIA COM PASTORES


Presidente Gatão e o Pastor Antônio
Criada sob forte desconfiança e muitas críticas, a parceria entre o Mixto e os ‘pastores do futebol’ não vingou. Foi encerrada na semana passada em meio a má campanha na Copa FMF, denúncias de irregularidades e improvisos. Com dois jogos ainda por fazer na competição – apenas para cumprir tabela – o presidente Paulo César Gatão diz que a expectativa é “terminar com honra” e que a prioridade agora é preparar uma nova eleição.

A parceria foi encerrada antes do jogo de domingo contra o União – o segundo confronto seguido, com a segunda derrota consecutiva para o Colorado. Dos três pastores, apenas Antonio Barbosa, que veio para ser o gestor do futebol do clube, continuava em Cuiabá.

“Tentamos buscar o melhor para o Mixto. Acreditamos que eles (os parceiros) tinha estrutura e bala na agulha para montar um bom time, manter o time com boas condições de trabalho e capaz de fazer boa campanha. Infelizmente não deu certo. Conversamos, expliquei que tudo depende de resultados, os resultados não vieram e a parceria acabou”, explicou Gatão na manhã desta segunda-feira. “Não tem mais nenhum deles com a gente, ficaram apenas alguns jogadores, que não se vão continuar”.

Depois dos maus resultados no início da competição e da saída do técnico Gilmar Ferreira, que não aceitou ingerência de Barbosa sobre a escalação do time, o Mixto foi tomado por improvisos no departamento de futebol. Tanto que com o afastamento do segundo treinador (Vevé Santos, em função da briga em Rondonópolis), o diretor financeiro Arley Carlos Silva foi para a beira de campo e respondeu como treinador na derrota deste domingo no Estádio Luthero Lopes.

Antes, na primeira partida contra o União, o ‘gestor’ Antonio Barbosa já havia assinado a súmula como massagista.

Os dois jogos que restam são de mando do Mixto, mas serão novamente fora de Cuiabá: no próximo sábado contra o REC, mais uma vez no Estádio Luthero Lopes, e na rodada final (dia 8 de novembro) contra o Dom Bosco, em local ainda indefinido. “Deve ser em Cáceres ou Poconé, ainda não vimos isso, mas não temos muitas opções”, comentou Gatão.

Sobre o futuro, reafirmou que pretende entregar o cargo após a Copa FMF, mas “só no dia final do prazo de inscrições de chapas para a eleição”. E justificou: “primeiro quero ver quem são os candidatos, não vou deixar qualquer um pegar o Mixto não! Para ‘nego’ malando não entrego, aí não renunciou, aí continuo…”. A data da eleição será definida depois do dia 31, quando acontece a eleição da nova diretoria do Conselho Deliberativo.

Fonte: Craques do Rádio. Foto: Globo Esporte
26/10/2015

1 comentários :

DITO disse...

A PARCERIA NÃO FOI BOA MESMO MAS FOI FOI BOM PARA O MIXTO SAIR LOGO DESSE TORNEIO SEM APELO E ORGANIZAR DE FATO PARA O ESTADUAL DE 2016, COM NOVA DIRETORIA E CONSELHO REFORÇADO

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!