6.10.15

Em nota, diretoria diz "que não compactua com qualquer tipo de cobrança de atletas"


Por meio de Nota Oficial assinada pelo presidente Paulo César Gatão e publicada no site oficial do clube, a diretoria executiva se pronunciou sobre as denúncias de extorsão, no qual jovens teriam que pagar para obter vaga no time que disputa a Copa FMF Sub-21. 

Em um dos trechos a diretoria explica que "o Mixto Esporte Clube não tem nenhuma responsabilidade com a negociação entre um atleta e um empresário, que ambos não pertencem ao clube, ou seja, o atleta que ofereceu dinheiro ao empresário para jogar em qualquer clube o risco é apenas dele (...) a Diretoria vem expor a público que não compactua com qualquer tipo de cobrança de dinheiro de atletas ligados diretamente ao Mixto Esporte Clube". Confira a íntegra:

Nota Oficial

O Mixto Esporte Clube vem a público esclarecer sobre a noticia veiculada pelo Jornalista Oliveira Junior no Jornal do Meio Dia da Rede Gazeta e desde já lamenta a atitude deste tão ilustre Jornalista em querer prejudicar a imagem do Mais Querido de Mato Grosso junto à sociedade Matogrossense. Primeiramente este atleta o qual o repórter Oliveira Junior diz está sendo sofrendo extorsão, somente fez um teste seletivo no Mixto Esporte Clube, e o mesmo neste teste NÃO FOI SELECIONADO pelo técnico Gilmar Ferreira para fazer parte do elenco do Mixto Esporte Clube para disputa da Copa FMF- SUB-21, ou seja, O ATLETA NUNCA PERTENCEU AO QUADRO PERMANENTE DO CLUBE.


Este jogador foi indicado ao Clube para realização das seletivas de convocação pelo colaborador e líder da Torcida Boca Suja Sr. Evandro (popularmente conhecido como Ligeirinho), porém o atleta não foi selecionado no teste seletivo para integração do elenco do Mixto Esporte Clube para disputa da Copa FMF- SUB-21, devido ao seu baixo índice técnico e de rendimento na parte técnica e física, conforme a avaliação realizada pelo treinador Gilmar Ferreira, o qual posteriormente foi dispensado pela Diretoria do Mixto Esporte Clube, ou seja, não criou nenhum vínculo de trabalho direto com o clube, apenas almejou um dia jogar no Alvinegro.

Esta seletiva tem o proposito de escolher os melhores atletas para o Clube, o qual tem como premissa do técnico Gilmar Ferreira fazer a pré-seleção de 30 atletas, e posteriormente escolher 25 atletas para compor o seu elenco de Disputa na Copa FMF Sub-21, com total autonomia de escolha, ou seja, nenhum tipo de interferência será aceita na escolha dos atletas, uma vez que a escolha e autonomia de seleção deve ser feita exclusivamente pelo técnico e sua comissão, não cabendo a nenhum diretor ou empresário interferir nesta seleção.

Não conformado com os resultados do teste seletivo e com a dispensa na peneira realizada, este atleta de maneira desesperada foi em busca de empresários, os quais estes não possuem nenhum vínculo direto com o Mixto Esporte Clube, ou seja, não trabalham e nem responde por qualquer diretoria ou cargo no Clube. Por conta disso O MIXTO ESPORTE CLUBE NÃO TEM NENHUMA RESPONSABILIDADE COM A NEGOCIAÇÃO ENTRE UM ATLETA E UM EMPRESÁRIO QUE AMBOS NÃO PERTENCEM AO CLUBE, ou seja, o atleta que ofereceu dinheiro ao empresário para jogar em qualquer clube o risco é apenas dele.

Como sabemos a intermediação realizada entre jogadores e empresários não diz respeito ao Mixto Esporte Clube, uma vez que este tipo de negociação realizada dos direitos do passe do atleta, imagem, financeiros são feitos diretamente entre estes dois entes, sem a participação do Clube. Cabe ao Mixto escolher os seus atletas e posteriormente registrar os mesmos por meio de um contrato conforme a legislação vigente, o qual deve ser respeitado todas as cláusulas contidas no contrato e posteriormente assinado entre o clube e o responsável legal ou representante do Atleta.

Diante disso, esta matéria veiculada pelo Jornalista Oliveira Junior o qual novamente de maneira equivocada vem expor ao ridículo a imagem do Mixto Esporte Clube numa suposta manchete negativa, não passou mais uma vez de uma PIROTECNIA DE MÍDIA, afim do mesmo denegrir a imagem do Clube, pois já é a terceira manchete seguida após ser rebatido e desmentido por um diretor do Clube, neste mesmo site oficial, que este jornalista veicula matéria de ataque ao Clube.

Sendo assim Diretoria vem expor a público que NÃO COMPACTUA COM QUALQUER TIPO DE COBRANÇA DE DINHEIRO DE ATLETAS LIGADOS DIRETAMENTE AO MIXTO ESPORTE CLUBE, bem como informa que todos os atletas do clube são devidamente selecionados mediante seletivas realizadas por técnico devidamente capacitado e registrados no clube, conforme a lei vigente. E lamenta profundamente o fato deste jovem jogador em busca do seu desesperado sonho de ser jogador, ter por sua conta e risco negociado uma vaga com um suposto empresário que não tem nenhum vínculo de ordem legal e trabalhista com o Clube.  E mais uma vez a Diretoria do Mixto Esporte Clube adverte a todos os jovens atletas que busquem conversam diretamente com diretores dos Clubes, e que retirem suas duvidas junto a Federação de esporte, afim de não cair em golpes e ver seu sonho de ser um grande atleta não prosperar.
  
Saudações Alvinegras
  
Paulo César Camargo Ramos
Presidente do Mixto Esporte Clube
Gestão Mixto 100% Cuiabano

Fonte: Site Oficial do Mixto E.C.
06/10/2015

1 comentários :

Anônimo disse...

(Arildo - CPA). Tá, o Mixto não está recebendo, mas quem que abriu as portas para essa turma entrar e começar a cobrar "dízimo" de jogador?

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!