Dito contra-ataca associação e dá ultimato à diretoria: "avaliaremos até a intervenção no Mixto"


O presidente do Conselho Deliberativo do Mixto Dito Rubens enviou nota de repúdio às declarações do comandante da ATV Breno Reis. Segundo Dito, é falsa a afirmação de que o conselho não ajuda e não cumpre sua parte no acordo de manutenção do time que disputa o Campeonato Estadual. Rubens critica também a diretoria executiva do clube que não teria apresentado documentos e a prestação de contas solicitada pelos conselheiros. E dá um ultimato caso não seja regularizada a relação entre a ATV e a diretoria executiva: "avaliaremos até a intervenção no Mixto e a destituição da sua diretoria executiva". Confira a declaração:

NOTA DE REPÚDIO

Na condição de presidente do Conselho Deliberativo do Mixto Esporte Clube, e, face as inverdades e mentiras deslavadas que o cidadão Breno Reis - Secretário Adjunto de Esportes de Cuiabá, esposo da Sra. Paolla Reis, candidata a vereadora e assessora do Governador Pedro Taques -, homem este tão incompetente e inconsequente que sequer conseguiu até hoje arrumar um cronograma semanal com horários, locais e tempo de treinamento que o Mixto teria que oferecer para os bons e guerreiros atletas, que estão sendo destratados e desrespeitados desde que vieram para jogar no time Mais Querido de MT.

Desde que começou o namoro entre o presidente Paulo César Gatão e o Breno e Lúcio - do Olhar Esportivo, que foi assessor e braço direito de César Gaúcho, que quebrou o Operário -, sempre alertamos o Gatão que estes eram inconfiáveis e que estariam aqui apenas por conta da candidatura fracassada de Paolla Reis, colocando suas caras a tapa.

Porém, assim como fez de forma desastrada a parceria com os pastores em 2015, sem aval do Conselho Deliberativo, repetiu este desastrado e irresponsável ato o presidente do Mixto. É o Sr. Paulo César Camargo, "Gatao", que deverá arcar com os ônus e consequências desta fajuta parceria, firmada sem aval, entre a diretoria executiva do clube e esta tal ATV (Associação Tigre da Vargas) que repito, não existe, é fachada fantasma, não tem CNPJ e nem idoneidade moral perante a sociedade. E ontem, somente não instalou uma crise maior no Mixto, porque eu e outros conselheiros intervimos e impedimos que quatro atletas fossem embora e abandonassem o campeonato.

Aliás, estes atletas, guerreiros e heróis, que se não fossemos nós do Conselho Deliberativo ajudarmos com R$ 9.000,00 somente em janeiro para os alojamentos e suas alimentações, estariam até passando fome e dormindo no chão ainda, como muitos dias fizeram vários deles.

Que este Gatão, e seus diretores eleitos e o nomeados e o mimado João Paulo - farmacêutico que pousa e manda mais no Mixto que o próprio presidente Gatão, por ser amigo íntimo de Elber Rocha, vice presidente eleito do Mixto -, devem sim, ao lado de Arley, Niltinho, Bebeto,   e outros aliados desta incompetente diretoria executiva, dizer a sociedade cuiabana e MT quais os motivos que os levaram a não prestar contas ao Conselho no dia 05/02, quando expirou o prazo da atual diretoria em responder aos questionamentos do Conselho.

Foi prorrogado o prazo para 29/02 para entrega desta prestação de contas, após essa data marcaremos a reunião do Conselho Deliberativo visando saber das parcerias e quais razões de, mesmo alertado, ter sido o Sr. Gatão irresponsável e inconsequente em dar e terceirizar o Mixto a uma entidade fantasma e composta por pessoas sem idoneidade e capacidade financeira para tocar os destinos do Mixto neste Estadual de 2016.

Assim será para que se reestabeleça as verdades. Este tal Breno Reis, moleque e irresponsável, e seus comparsas como o Gatão vêm assaltando o Mixto Esporte Clube.

Mas, na próxima reunião do Conselho deliberativo, caso a parceria formalizada e pactuada legalmente entre esta associação fantasma e o fujão presidente não venha à tona, avaliaremos até a intervenção no Mixto e a destituição da sua diretoria executiva.

Estamos aqui, perante o Mixtonet, canal gratuito de informações dos mixtenses, para repudiar a bandidagem de Gatão e seus diretores, que pensam que o Conselho é decorativo e não deliberativo.

Cuiabá, 25 de fevereiro de 2016.

Benedito Rubens de Amorim
Presidente do Conselho Deliberativo do Mixto Esporte Clube
Advogado - OAB/MT - 3.785

Fonte: Mixtonet
25/02/2016