Outra versão: Em nota, diretoria do Mixto explica porque não houve treino


A notícia de um movimento de greve entre os jogadores do Mixto foi rebatida pela diretoria do clube em nota oficial na manhã desta quinta-feira. O texto explica os motivos pelos quais o elenco não teria treinado na quarta.

Conforme a nota, “por uma falha na gestão da casa dos atletas o elenco mixtense ficou sem a alimentação adequada”. Diante disso, por decisão do preparador físico Marcelo Leite, o treino, que estava previsto para Santo Antonio do Leverger, foi cancelado, informa o clube.

O texto diz ainda que providências já foram tomadas para que o problema não volte a ocorrer. “O responsável pelas compras e gestão da casa já foi desligado do quadro de funcionários”. Conforme a diretoria, o Mixto “possui um parceiro que disponibiliza a quantia de R$ 1.250,00 por semana, valor suficiente para alimentação dos atletas e da comissão técnica”.

LEIA A NOTA NA ÍNTEGRA

Por uma falha na gestão na casa dos atletas, o elenco mixtense ficou sem a alimentação adequada para poder treinar no período da tarde, nesta quarta-feira. Por prudência, o preparador físico Marcelo Leite optou por não autorizar o trabalho, que seria realizado no município de Santo Antônio do Leverger.

A diretoria do Mixto Esporte Clube já tomou as providências adequadas para esta situação não voltar a acontecer, uma vez que o clube possui um parceiro, que disponibiliza uma quantia de R$ 1.250,00 por semana, valores suficientes para alimentar atletas e comissão técnica. O responsável pelas compras e gestão da casa já foi desligado do quadro de funcionários do clube.

Na tarde desta quarta-feira, a diretoria do Mixto chegou na casa e deu a satisfação para os atletas, que entenderam a situação e voltam a trabalhar nesta quinta-feira.

O time tem uma partida importante neste sábado contra o Luverdense, em Jaciara, que pode colocar o Tigre na liderança do Grupo A do Mato-grossense.

Fonte: Assessoria Mixto EC/Craques do Rádio