Conselho se reúne segunda para debater prestação de contas e contribuição financeira

O Conselho Deliberativo do Mixto se reúne nesta segunda-feira dia 05 às 19h na sede administrativa do clube, localizada na ACRIMAT. A pauta de discussão é:

1. Pagamento de contribuição dos conselheiros;
2. Prestação de contas do conselho deliberativo mês de agosto;
3. Assuntos diversos para encaminhamento.

O advogado Ademar Vilarindo, presidente do conselho mixtense, informou que as reuniões ordinárias estão planejadas e agendadas para todo o ano, conforme calendário anexo.
Fonte: Fábio Ramirez/Mixtonet. Imagem: Mixto E.C.
03/09/2016

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Almoçamos num restaurante na cidade onde passou ontem domingo na TV por assinatura o jogo entre CSA de Alagoas e Ituano de São Paulo, que decidiu a chegada do CSA às quartas de final da Série D de 2016 e sua subida para a Série C de 2017.
    O nível do jogo era muito ruim. O CSA tinha um meio de campo razoável e uma defesa extremamente amadora (passes errados, furadas, chutões, safanões). Mas de qualquer maneira suportando a Série D e chegando à Série C, também num nível sofrível.
    No entanto, nota-se no CSA, freguês histórico do Mixto, uma organização administrativa muito acima do que estamos acostumados a ver no Alvinegro. O CSA tem um programa de sócio-torcedor e uma cartela de patrocinadores, que inclui uma marca mineira do ramo de alimentos.
    Nada de excepcional, um futebol de mediano para baixo, mas uma estrutura mínima que garante a um clube como o CSA passar pela Série D e chegar à Série C.
    O time do Mixto de 2007, que bateu o Atlético Goianiense, era muito melhor tecnicamente, embora o Mixto tivesse naquele ano e nos anos seguintes o mesmo problema: um meio de campo racional e tecnicamente bom, mas defesas fracas que comprometeram a trajetória do clube: goleada para o Guaratinguetá, derrota para o América do Amazonas, empate com Sampaio Correa, caída diante do Tupi, entre outros.
    Os quatro times que sobem da Série D para a C em 2017: Moto Clube (Maranhão), Volta Redonda (RJ), São Bento (Sorocaba) e o CSA.
    É mais do que urgente que o Mixto ajuste suas contas e reorganize a parte administrativa para que já em 2016 o clube esteja se preparando para retomar seu lugar no cenário nacional, mas a começar pelo torneio estadual.
    Time mais ou menos, que joga para empatar em Série D, como aconteceu em anos anteriores, não é mais possível. Os torneios são competitivos: quem não sobe, necessariamente corre sempre o risco de cair.
    O Mixto, com a torcida que tem, precisa urgente se dar conta dos seus objetivos maiores, que entre eles está em retomar sua participação no Brasileirão.
    Que esta atual diretoria trabalhe pelo Mixto.

    ResponderExcluir