29.10.16

Técnico Gianni elogia 2º tempo do Mixto e diz que vai mudar o time para jogo da volta


O Mixto conseguiu sair na frente, mas cedeu o empate em 1 a 1 para o Dom Bosco (veja no link https://goo.gl/4ycFMh), na partida de ida das semifinais da Copa FMF, na noite desta sexta-feira (21), na Arena Pantanal. O técnico Gianni Freitas gostou do time no segundo tempo e ainda revelou que haverá mudanças para o jogo de volta, no dia 14 de novembro.

Para o treinador Alvinegro, o adversário partiu para cima na primeira metade do confronto, mas no segundo tempo o domínio foi completo do Mixto.

“O Mixto é um time aguerrido. Nós temos muitas limitações técnicas, mas é um time que busca jogar com a bola no chão. O Dom Bosco fez uma pressão no início e o nosso time começou a chutar a bola demais para cima. No segundo tempo, respiramos, equilibramos a partida, e tivemos todas as ações ofensivas”, afirmou Giani Freitas.

Já pensando no jogo de volta, Giani comemorou o retorno de um jogador importante e confirmou que vai mudar a forma do Tigre atuar.

“Eu tenho a volta de um atacante que não pôde vir hoje porque estava machucado. É um jogador que dará mobilidade, uma movimentação diferente pelo meio, e com certeza eu vou mudar a forma de jogar para a volta”, finalizou.

Mixto e Dom Bosco voltam a se enfrentar no dia 14 de novembro (segunda-feira), na Arena Pantanal, às 20h. Quem vencer estará na final da Copa FMF. Caso haja novo empate, a decisão será nos pênaltis.

Fonte: Olho No Esporte MT
29/10/2016

7 comentários :

Reinaldo disse...

Nao pude ir ao jogo pois tive que trabalhar sexta a noite até 22 horas, mas como o chefinho tb é mixtense deu pra ouvir o jogo pela Voz do Oeste rsssss. Valeu equipe da RVO pela emocionante a transmissão, pena o Mixtão ter cedido o empate

Odeney Miguel de Arruda on 30 de outubro de 2016 11:21 disse...

No começo pecou mais pelo nervosismo de alguns atletas mas, depois que equilibrou o jogo ficou melhor pelo lado mixtense, o time do D.Bosco não é inocente é preciso marcar melhor alguns atletas desse time, quem me surpreendeu foi o meio campista V.Vargas e eu esperava mais do Walter, que achei um pouco apagado,destruiu as jogadas do adversario muito pouco, como sempre melhor jogador em campo foi o Leonardo, seguido do Matheus, a zaga central foi bem, mas, os dois laterais não se sairam bem.

Adriano disse...

Tinha três jogadores do Tigre assistindo jogo na pequena área no gol do Dom Bosco. O 7 não precisava estar na defesa, mas já que estava tinha que intervir. Deixou pro 3 e pro 6, e um deixou pro outro, e não se sabe o que no no. 3 estava acenando, pois impedimento não era, mas independente do árbitro marcar ou não, jogador de defesa não pode vacilar, tem que ir na jogada. Os defensores do Mixto não marcaram nem os atacantes nem a bola. Uma coisa ou outra é preciso definir com rigor, e se jogador não tem esta consciência ou deve ir para o banco ou o técnico tem que dar uma dura. De bobeira, o Mixto perdeu dois pontos levando esse gol. O técnico precisa cobrar mais disciplina dos jogadores na defesa.

Anônimo disse...

Com certeza poderíamos ter tido uma melhor sorte, porém o time do MIXTO é muito limitado. Para esse time se tornar competitivo precisamos de 2 laterais, 1 meia acima da média e 1 matador. A torcida mixtense pode ter a absoluta certeza de que chegamos até aqui graças aos nosso técnico que é muito bom, armou o time de forma inteligente, bem estruturado taticamente, pena que as peças que ele possui não são de boa qualidade, do contrário seriamos campeões fácil, fácil. Para a 2ª partida teremos que entrar um pouco mais ligado e menos nervoso, pois é sim possível passar pelo Dom Bosco.Com relação ao profissional, fiquei sabendo lá na Arena Pantanal, que o Presidente Walter votou no arbitral da FMF para que no campeonato profissional de 2018, 4 times sejam rebaixado para a 2ª divisão do matogrossense, isto é, 2 de cada chave composta por 5 times. Independente do time que vai ser montado e considerando as duas ultimas campanhas que fizemos, creio que o Walter deu um tiro no próprio pé. Com certeza cairemos. Se o conselho não tomar uma providência também estará ERRANDO. O nosso Presidente não pode entrar na onda do Cuiabá e do Luverdense. PAULO SÉRGIO CUNHA- JD. LEBLON - CUIABÁ-MT.

Antônio disse...

A estratégia dos sulistas do Cuiabá e do Luverdense é se manterem no Brasileirão, mas de preferência com os clubes tradicionais como Mixto, Dom Bosco e Operário fora da jogada. O Campeonato Mato-Grossense já será de menor importância na medida em que o que interessa hoje é estar no Brasileirão. Para o Cuiabá interessa ver os três adversários (Dom Bosco, Mixto e Operário) fora da jogada, porque este seria o único modo de o Cuiabá ter torcida: apostando na ausência dos três times tradicionais. Por isso é que os dombosquinos deveriam é fazer uma penitência por terem apoiado esse Cuiabá enquanto do estava fora do estadual. A FMF propor hoje que cairem 4 times para a segunda divisão tem exatamente este propósito: acreditam que os times da capital estão mais frágeis e com eles na Segunda se abriria caminho para o Cuiabá se consolidar. No caso, de fato o presidente Valter não pode votar a favor da queda de quatro times para segunda divisão. Se Cuiabá e Luverdense caem para a Segunda Divisão, não estarão preocupados, pois a única coisa que interessa no Estadual é o passaporte para o Brasileirão Série D, e eles não almejam isto. Mas se Dom Bosco, Mixto e-ou Operário caem para a Segundona ficarão pelo menos mais um ano sem chance de retornar ao Brasileirão. Se a Primeira Divisão do Mato-Grossense já é uma chatura, a Segundona simplesmente não existe. Claro, o interesse maior de Cuiabá e Luverdense é terem menos jogos no Estadual para se dedicarem ao Brasileirão. Mas quando propõem que caiam 4 times para Segundona, a pergunta é: quem dirige o Mixto está a favor do Mixto ou está contra os interesses do Mixto? Se corre informação de que o presdiente do Mixto vota a favor desta estratégia que só interessa ao Cuiabá e ao Luverdense, temos que perguntar se isto é verdade, pois a imprensa local não noticia o que é de interesse público, mas apenas o que é de interesse de quem paga o salário destes jornalistas em crise.

beto cascais disse...

luverdense praticamente entregou o jogo pro lambari ontem por 3 a 1, joguinho de resultado marcado

Odeney on 1 de novembro de 2016 09:50 disse...

Sobre a vitoria do Cuiabá EC ontem (31/10) acho que, se o Juiz tivesse invalidado o 1º gol do Cuiabá, acho que esse gol foi ilegal, a Juiza da lateral (antiga bandeirinha) não acompanhou bem a jogada e o Juiz entrou na dela; se o Luverdense tivesse convertido o penalti que perdeu, no minimo o jogo iria as decisões nos penaltis e poderia ter um placar diferente a favor do LEC, mas futebol é assim mesmo.

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!