29.1.17

COM ARBITRAGEM TUMULTUADA, ALVINEGRO ESTREIA COM DERROTA


Em jogo polêmico, regado à expulsões, gol duvidoso e pênalti marcado que gerou revolta dos mixtenses, o Tigre da Vargas iniciou com derrota o Campeonato Mato-grossense. A partida aconteceu na Arena Pantanal para um público de mais de 1.700 pagantes e terminou com o placar de 3 a 2 para o rival. Os gols do alvinegro cuiabano foram marcados por Jefinho e Pedro Augusto. O Mixto agora folga durante a semana e viaja para Sinop no próximo domingo, para enfrentar o time da casa.  
Foto: Diogo Carvalho FMF
Confira como o site Globo Esporte noticiou o jogo 

Foi logo com um clássico dos milhões, que Operário VG e Mixto começaram o Campeonato Mato-Grossense. E como todo jogo em que esses times se enfrentam, foram noventa minutos de muita emoção, e de muitos gols.

O placar do jogo foi aberto no primeiro tempo, quando Jefinho colocou o Mixto na frente. Placar que se sustentou durante os primeiros 45 minutos. Mas foi na segunda etapa, que Tricolor e Tigre fizeram jus à velha rivalidade, e colocaram emoção no jogo.

O Tricolor empatou aos 4 minutos do segundo tempo, com o atacante Geílson, que aproveitou um cruzamento na área, e cabeceou firme pra deixar tudo igual.

Não demorou muito para o Tigre da Vargas voltar a ficar na frente no placar. Bastou 4 minutos depois do empate do Operário VG, para o Mixto chegar ao segundo gol com o atacante Pedro Augusto.

Mas o jogo tava longe de ser decidido ali, porque o Operário VG buscou o empate novamente com mais uma participação do atacante Geílson, que de novo ganhou da defesa do Mixto pelo alto, e no rebote, Jeanzinho completou para dentro do gol.

Daí em diante o Chicote da fronteira cresceu na partida, e nos minutos finais de jogo, o volante Pará do Mixto cometeu falta dentro da área e foi expulso. Penalti, que o atacante Geilson cobrou, e virou o jogo para o Operário VG.

Com 1.749 torcedores na Arena Pantanal, o Operário VG garantiu a vitória que o levou a liderança do grupo A com três pontos. Já o Mixto, com a derrota, fica na última posição do grupo, com nenhum ponto marcado.

O próximo compromisso do Operário VG é no dia 1 de fevereiro, quarta-feira, contra o Luverdense em Lucas do Rio Verde, no estádio Passo das Emas, às 20h10. Já o Mixto só volta a jogar no próximo domingo, também fora de casa, quando visita o Sinop, com o jogo marcado para o estádio Gigante do Norte, às 17h.
Torcida gostou do time, mas se revoltou com marcações da arbitragem
(Foto: Gilmar Ramos / Olho no Esporte MT)
Ficha Técnica

- Jogo: Clube Esportivo Operário Várzea-grandense 3 x 2 Mixto Esporte Clube

- Competição: Campeonato Mato-grossense 2017 - 1º Divisão / 1ª Rodada da 1ª Fase

- Público pagante: 1.749 pessoas

- Público presente: não divulgado

- Renda: não divulgado

- Arbitragem: Rodrigo da Fonseca, Renan Angelin e Rodolfo Ortiz

- Escalação Operário: Thiago, Fabinho Capixaba(Jean), Ruan, Vitor, Jeanzinho; Bogé, Vinicius, Mateus (Picachu), Luciano Mandi (Pedro Ica); Zé Uilton e Geílson.

- Escalação Mixto: Flávio, Fabinho, Odail Junior, Kevin, Lucas Franco; Pará, Felipe Delgado, Bida (Sidney), Lukinha (Tafarel); Jeffinho (Muller) e Pedro Augusto.

Outros resultados

* Sábado
- Dom Bosco 0 x 1 Cuiabá

*  Domingo
- Sinop 1 x 1 Luverdense
- Araguaia 1 x 0 Operário FC

Fonte: Mixtonet - Israel Prates / Globo Esporte
29/01/2017

1 comentários :

Alex disse...

Esse Rodrigo Fonseca não tem condição de apitar jogo de peladão. O árbitro erra por incapacidade técnica ou entra em campo exatamente para errar?

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!