Com 3 jogos seguidos em casa, técnico afirma que "pode ter certeza que a gente não vai cair"


Técnico Toninho Pesso orienta equipe na beira do gramado da Arena Pantanal
Sabe aquele filme repetido que todo mundo tem a impressão de já ter visto um dia? Pois é, essa é a rotina do Mixto quando o assunto é Campeonato Mato-Grossense. Em 2016, o Tigre foi até a última rodada brigando pra não cair para a segunda divisão, e esse ano, faltando 3 jogos para encerrar a participação na primeira fase, novamente o maior campeão estadual de todos os tempos, vive o mesmo drama.

Foram 5 jogos, 15 pontos disputados até agora, e o Mixto só conquistou 1 ponto. Em último lugar do grupo A, o time do técnico Toninho Pesso amargou mais uma derrota no estadual, a segunda seguida para o Luverdense, e o foco agora mudou de vez.

- Agora complicou de vez né, a nossa briga agora definitivamente é para não cair, temos três jogos em casa, eu acho que a tabela foi um pouco injusta com a gente, mas agora em casa temos essa sequência e podemos reagir. disse Toninho Pesso, técnico Mixto.

Nos três jogos que restam, o Mixto ainda enfrenta o Cacerense, que luta diretamente contra o rebaixamento, o Sinop vice-líder do grupo A, e termina o returno contra o Operário Várzea-grandense no clássico dos milhões. Uma sequência que segundo o técnico Toninho Pesso, o Mixto deve superar para escapar da degola.

- O Mixto tem feitos bons jogos ao meu ver, nosso time joga para frente sempre, de igual para igual com os adversários, mas infelizmente futebol é isso aí, nem sempre a bola entra, mas pode ter certeza que a gente não vai cair.

Próximos jogos

- Mixto x Cacerense (22/02 quarta-feira)

- Mixto x Sinop (12/03 domingo)

- Mixto x CEOV (26/03 domingo)

Fonte: Israel Prates / Globo Esporte MT - Mixtonet. Foto: Olho no Esporte MT
21/02/2017