13.4.17

Técnico do Mixto no Mato-grossense, Toninho Pesso tem convite para continuar no Alvinegro


No estadual desse ano, o Mixto chegou a correr risco de ser rebaixado para a Segunda Divisão, mas o técnico Toninho Pesso e seus comandados trataram logo de espantar o fantasma da degola, e ainda terminou em terceiro do grupo A com oito pontos.

Foram oito jogos, todos sob o comando de Toninho Pesso, e o Tigre da Vargas conquistou duas vitórias, dois empates e amargou quatro derrotas. Mas a pesar dos resultados dentro de campo, o trabalho do treinador agradou a diretoria.

Por isso, apesar do fim da competição para o maior campeão estadual, pode ter sido só o início de um trabalho feito por Toninho no clube. O treinador foi convidado à ficar e dar sequência a um projeto diferente, que a diretoria quer implantar a partir desse ano.

- A proposta é essa, manter uma equipe em atividade, trazer grandes equipes como Flamengo, Internacional para fazermos alguns amistosos. Rodarmos também pelo interior do estado através de amistosos para dar continuidade no trabalho. Aqueles jogadores que estavam no estadual já deixaram o clube, mas a ideia é apostar na base e em jogadores da cidade e região. Para isso, a diretoria está buscando patrocínio - disse Toninho Pesso, técnico do Mixto.

Fonte: Israel Prates/Globo Esporte
13/04/2017

2 comentários :

Odeney on 13 de abril de 2017 20:53 disse...

Desejamos a ele e os que trabalharem com o mesmo sucessos, não ganhamos o Campeonato Est.2017 mas, o Mixto EC mostrou que, está bem mais organizado.Abraços a nação mixtense.

Jomax disse...

Poxa. É lamentável que de 10 times que disputaram o Estadual, sendo que o Luverdense e o Cuiabá já estão nas séries B e C, o Mixto não teve nem a capacidade de brigar pelas 02 vagas que MT tem na série D. Uma vergonha, pois o Mixto era pra brigar para ser campeão. Sinceramente, apesar da diretoria ter dado de certa forma uma boa estrutura para o Estadual, mas faltou jogador de qualidade. E quando verificamos que as contratações vieram de times que pelo amor de Deus, nem eu que tenho 51 anos e que sempre acompanho futebol, nunca ouvi falar desses times, então os resultados não poderiam ser diferentes. O Mixto precisa de jogadores jovens que tem potencial, mas que estão nos principais times do Brasil. E com mais alguns bons jogadores já com experiência que jogam em outros times do mesmo nível do Mixto. A diretoria tem que conseguir patrocínio master. Se não tem essa capacidade, que então não se candidatasse à presidência do time ano passado. Que deixasse a chapa de oposição vencer. Quem sabe hoje estaríamos ao menos com a vaga na série D garantida. É muito triste ver o time de maior torcida e de maiores glórias de MT nessa condição.

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!