19.10.17

Depois de assinar processo contra o União, Mixto apresenta denúncia contra o Sinop no TJD


O Mixto E.C apresentou ‘notícia de infração’ contra o Sinop F.C no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-MT), alegando a escalação irregular do jogador João Guilherme Ferreira, mais conhecido como Mosquito.

A denúncia está assinada pelo presidente mixtense Walter Fernandes e chegou às mãos do tribunal nesta quarta-feira (18). O documento requere a perda de 13 pontos do Galo do Norte na Copa FMF, relativos a escalação irregular do atleta em três partidas.

O Sinop perderia três pontos por jogo e mais os quatro que conquistou no período: Sinop 0 x 0 Dom Bosco; União 1 x 0 Sinop; Mixto 1 x 3 Sinop. Os mixtenses sustentam que Mosquito foi punido pelo tribunal com dois jogos de suspensão no dia 20 de setembro, por conta de uma agressão desferida em jogo contra o próprio Alvinegro pelo estadual sub-19.

Mosquito teria apenas cumprido a suspensão automática do cartão vermelho, após isso entrou normalmente em campo nos dois últimos jogos do Galo do Norte pelo sub-19, ambos diante do Luverdense, nos dias 5 e 12 de agosto, mais de um mês antes da decisão do tribunal.

O Sinop estreou no dia 24 de setembro na Copa FMF, quatro dias após o anúncio oficial da punição.
Do lado direito, o presidente do Mixto Wlater Fernandes (Foto: Olhar Esportivo)
Caso União

Em entrevista ao site Olhar Esportivo, o advogado do Dom Bosco, Geandre Bucair, confirmou que o Azulão, o Mixto e o Cacerense já entraram com pedido de ‘reexame da matéria’ contra o União.

“A procuradoria entendeu que cabia apenas uma punição administrativa, no entanto, o regulamento da Copa FMF é claro quando atesta que ‘é condição de jogo’ os times terem no máximo cinco jogadores não profissionais”, argumenta.

Fonte: Olhar Esportivo / Thiago Mattos
19/10/2017

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!