Com estreias, Mixto vê Dom Bosco passear no 1º tempo, busca reação no 2º, mas é derrotado por 3 a 1 e luta contra o rebaixamento

Fábio Ramirez/MixtoNet

Lance de Dom Bosco 3x1 Mixto (Gil Gomes/Assessoria Mixto EC)

Pela 7ª rodada do Mato-grossense, o Mixto perdeu por 3 a 1 para o rival Dom Bosco no tradicional clássico vovô. O duelo aconteceu na tarde deste domingo na Arena Pantanal. É a 5ª derrota do Branco e Negro, que soma apenas 1 vitória e 1 empate. Com o resultado, o Tigre segue na zona de rebaixamento, com 4 pontos conquistados, mas há apenas 1 ponto de distância do Luverdense, a primeira equipe fora da zona de queda.

A partida


 O Dom Bosco dominou a primeira etapa. O Mixto fazia a estreia de seis reforços, que não mostraram entrosamento em campo e deixavam a sensação de falta de vontade. Focado, o Azulão aproveitou as oportunidades e marcou duas vezes com o meia-atacante Fernando, no finalzinho, aos 39' e aos 46'. O Alvinegro não conseguiu sequer levar perigo à meta adversária.

Segundo tempo e tentativa de reação


Na etapa final de jogo o Mais Querido entrou melhor. O técnico Carlinhos Alves parecia ter dado uma injeção de ânimo nos jogadores e colocou Wilctor no lugar de Paulinho Mingau. No entanto, apesar de um equilíbrio, o Mixto não conseguia criar lances reais de gol. Somente após a expulsão do volante dom-bosquino Marcelo Matos, aos 12', o Tigre conseguiu chegar pela primeira vez com perigo. Com um a mais em campo o Mixto passou a ter mais volume de jogo, e, com a bola nos pés, criava boas chances.

O gol mixtense veios aos 18', após cobrança de escanteio de João Lennon e gol contra do defensor azulino. O Mixto tinha o jogo em seu favor e buscava ao empate. E conseguiu colocar a bola na rede mais uma vez, aos 22' com o atacante Matheus, mas o árbitro Rodrigo da Fonseca entendeu que a assistência de Sérgio Rafael estava em posição de impedimento e anulou o gol.

O Branco e Negro continuava a pressão em busca do empate, mas pecava muito nas finalizações. Até que aos 42' veio o balde de água fria, em um contra-ataque o atleta dom-bosquino Jangada recebeu livre se selou o placar, pondo fim a qualquer tentativa de reação do Mais Querido.

Reclamação do sol e arbitragem


A torcida mixtense sofreu em um sol escaldante das 15h, por que a FMF não providenciou o laudo do setor sul e norte do estádio, que tem sombra. E reclamou muito também da arbitragem, principalmente de um pênalti claríssimo não marcado em favor do Mixto, quando o atleta do Dom Bosco colocou o braço na bola, dentro da área. Poderia ser o gol de empate do Mixto, mas no lance seguinte saiu o terceiro do adversário.

Luta contra rebaixamento


O maior campeão de Mato Grosso volta a campo no próximo sábado dia 03, às 17h, para enfrentar o Poconé. Será obrigado a vencer para sonhar com a classificação. Depois, encerra sua participação na primeira fase no confronto direto contra o Luverdense, domingo dia 15 às 15h em Lucas do Rio Verde.

Ficha técnica


Jogo: Clube Esportivo Dom Bosco 3 x 1 Mixto Esporte Clube
Data: Domingo, 01 de março
Horário e local: 15h na Arena Pantanal
Competição: Campeonato Mato-grossense Martinello Sicredi – Edição 2020
Fase: 7ª rodada da 1ª Fase
Árbitro: Rodrigo da Fonseca
Assistentes: Fernanda Kruger e Carlos Eduardo Ribeiro. 4º árbitro: Rodrigo Pio de Jesus
Gols: Fernando 39' 1T (D. Bosco); Fernando 46' 1T (D.Bosco); Guilherme - contra (Mixto) 22' 2T; Jangada 42' 2T (D.Bosco)
Público: 526 pessoas
Renda: R$ 5.480,00
Escalação Dom Bosco: Geilson; Guilherme, Matheus, Odail e Paulo; Peixinho, Ruan, Marcelo e Fernando (Felipe); Heltinho (Jangada) e Alex. Técnico: Odil Soares
Escalação Mixto: Gabriel; Lennon, Sergio, Rufino e Guerron; Here (Cicinho), Natan, Paulinho (Wictor) e Daisson (Vinicius); Michel e Matheus. Técnico: Carlinhos Alves

Carlinhos Alves fez três alterações no segundo tempo, o time melhorou, mas foi insuficiente. (Gil Gomes/Assessoria Mixto EC)

Postar um comentário

0 Comentários