Eleição no Mixto — Joelson defende "composição" e "união de forças" como saída para o Mixto

Luiz Esmael/Jornal A Gazeta

Jogador do Mixto orando por sucesso
Mixto almeja dias melhores (Foto: João Vieira/A Gazeta)

Mesmo na condição de clube de maior torcida do futebol de Mato Grosso, o Mixto parece não empolgar muito sua massa. Faltando exatos 18 dias para a escolha da nova diretoria administrativa, até o momento não há nenhuma chapa registrada para concorrer à eleição, marcada para o próximo dia 18 de julho, num sábado.

Presidente do Conselho Deliberativo, o vereador por Cuiabá Sargento Joelson, disse que no momento nenhum pretenso candidato oficializou o interesse em disputar o pleito.

Apesar da ausência de interessados em assumir o cargo máximo do Alvinegro da Vargas, ele acredita que irá aparecer pessoas interessadas em disputar a presidência ou até mesmo formalizar uma composição, que é vista pelo conselheiro como a mais viável.

“Tenho conversado com algumas pessoas, conselheiros do clube que a composição, união de forças, será a melhor saída para o Mixto. O clube precisa de união para voltarmos a ser forte, brigar por títulos”, disse Joelson, que se posiciona contrário a entrada de político na gestão do Mixto.

“O Mixto já foi prejudicado demais por questões políticas. O clube esta nesta situação por ter misturado as coisas. Sou totalmente contra, nesse momento não cabe política para levantarmos o clube”, disse. 

Pelo Estatuto do clube, os interessados têm até o dia 11 de julho para formalizar a chapa. Tem direito a voto o conselheiro que estiver em dia com o clube.

Postar um comentário

0 Comentários