Vinícius Falcão: "são dois pilares, jurídico forte e um administrativo coeso"; Márcio Alencar: "Que a torcida acredite"

Pedro Lima/Olhar Esportivo

Eleição no Mixto
Márcio Alencar e Vinícius Falcão assinam papeis para inscrição de chapa (Foto: Fábio Ramirez)

O Mixto Esporte Clube terá como novo presidente, o advogado Vinicius de Arruda Falcão. Ele deve ser eleito, juntamente com os médicos e conselheiros Dr. Márcio Alencar e Dr. Fause Chauchar, que irão compor o Conselho Gestor administrativo e financeiro, respectivamente.

A chapa única para assumir o Alvinegro da Vargas foi protocolada em reunião na manhã deste sábado (11), junto à Comissão Eleitoral.

”Acredito que seja aprovada por aclamação, aceita pelos conselheiros. Vamos permanecer com os dois pilares, um jurídico forte, e um administrativo coeso, com sede própria, endereço fixo, para que o Mixto seja respeitado. Vamos fortalecer o marketing e continuar com a assessoria de imprensa. Diante disso, tentar acertar ao máximo no futebol, que hoje, acredito que é um dos grandes problemas que o Mixto enfrentou, nesse departamento”, disse o advogado Vinicius Falcão ao site Olhar Esportivo.

Em contato da reportagem do Olhar Esportivo, o médico Márcio Alencar pede o apoio da torcida, para que a nova gestão possa dar rumos melhores ao Mixto.

“Que a torcida acredite, o interesse nosso é trabalhar para que o Mixto volte a ficar organizado e possa oferecer melhores dias para a torcida. Já vínhamos fazendo um trabalho voluntário como conselheiros, o Vinicius Falcão na parte jurídica, e nós na parte administrativa. Nos disponibilizamos para poder colaborar efetivamente e levar o Mixto de volta para o lugar que merece.”

No mês passado, em primeira mão, o site Olhar Esportivo informou sobre a probabilidade de o advogado Vinicius Falcão assumir a presidência do Alvinegro da Vargas, haja visto que disponibilizou a sua documentação para o cargo. O fato deve ser concretizado no próximo sábado (18), com os votos dos conselheiros aptos na eleição, em sala anexa ao Parque de Exposições da Acrimat. Caso contrário, o Processo Eleitoral terá que passar por nova Assembleia.

Postar um comentário

0 Comentários