Feminino: espinha dorsal é de mato-grossenses e pratas da casa

0

Dez jogadoras são oriundas do futebol regional ou formadas pela base do Tigre



A equipe feminina do Mixto tem ganhado todos os holofotes neste início de temporada. Doze reforços foram trazidos de fora e deram mais consistência à equipe que visa ser campeã. Entretanto, a espinha dorsal do elenco é formada pelas mato-grossenses, o que mantém o DNA do Mixto. 


Sabendo da importância de ter atletas que conhecem o nosso futebol e o significado de jogar pelo Alvinegro, a diretora Dona Juju e o técnico César Fuscão mantiveram no elenco as jogadoras mais promissoras, destaques regionais e pratas da casa:


"As atletas daqui, as que ficaram no Mixto, são jogadoras focadas e com qualidade", destacou a comandante das Tigresas. 


Quem são as pratas da casa


- Francimara (Fran)

Posição: Volante

 Cidade: Várzea Grande 


- Jocilaine (Chicão)

Posição: Zagueira.

Cidade: Cuiabá


-  Mikaelle (Mika)

Posição: Atacante

Cidade: Várzea Grande 


- Karol Alves

Posição: Meia atacante 

Cidade: Cuiabá


- Danielle (Dani)

Posição: Ponta

Cidade: Várzea Grande


- Claudimilla (Milla)

Posição: lateral direita

Cidade: Várzea Grande


- Daiane (Day)

Posição: Atacante

Cidade: Várzea Grande


- Mariana

Posição: lateral

Cidade: Cuiabá


- Elena

Posição: Goleira

Cidade: Lucas do Rio Verde


- Emilly - possui apenas 16 anos, estava na base da Chapecoense

Posição: Atacante

Cidade: Primavera do Leste 

Nenhum comentário:

Postar um comentário