Mixto à um empate da Série D, mas precisa de 3 gols para ser finalista. Time será ofensivo


Se empatar com o Cuiabá, Mixto garante vaga na Série D. Para ir à final precisa vencer por 3 gols de diferença
Apesar de atuação regular no 1º jogo, Furlan é esperança de gols para o Mixto.
(Foto:  Chico Ferreira/A Gazeta)
O técnico do Mixto, Wilson Carrasco, não tem outra alternativa a se não vencer e bem o Cuiabá no segundo e decisivo jogo da semifinal do Campeonato Estadual. Para ganhar a condição de finalista, a equipe alvinegra precisa golear o adversário por diferença de três gols.

Além disso, o Alvinegro está na disputa com o Vila Aurora pela única vaga de Mato Grosso para disputar o Campeonato Brasileiro da Série D, uma vez que Cuiabá e Luverdense são integrantes da Série C.

Para assegurar sua participação no torneio nacional, o time treinado por Wilson Carrasco precisa de um simples empate no jogo desta quarta-feira, o que resultaria em sua eliminação da decisão do Estadual, ou então vencer o Cuiabá independente do placar para sair como vencedor na disputa extra com a equipe de Rondonópolis, que na briga soma um ponto e saldo e menos três gols - empatou o jogo de ida em 3 a 3 e perdeu o segundo jogo ao Luverdense de 3 a 0.

Time terá formação ofensiva
Para a partida decisiva de quarta-feira, Wilson Carrasco já sinalizou para uma formação ofensiva com a entrada de Edson Di para jogar ao lado de Paulinho Marília e Furlan.

Com isso, a tendência é ele abrir mão de um dos três volantes, Kal, Julian e Éder Belém. Ao receber o terceiro cartão amarelo, Kiko fica de fora do jogo decisivo. Os meias Jean Carlos e Jackson devem brigar pela condição de ser escalado entre 11 titulares para fazer o elo meio campo ao ataque.

Por outro lado, o polivalente Kal retorna ao time titular após ter ficado de fora do primeiro jogo da semifinal.

Fonte: Luiz Esmael/Jornal A Gazeta
24/04/2012