carrocel principal

16.7.12

Blogue 'Tyrannus Melancholicus' faz crônica humorística com roubo no CT do Mixto



Na Zona... do agrião

Por Tyrannus Melancholicus

Nesses tempos de Copa do Mundo a vida gira em torno do meio futebolístico. Tudo é notícia, tudo vira notícia. Escândalos do primeiro ao último escalão. A coisa vai do noticiário esportivo ao policial num piscar de olhos.
Enquanto a situação que envolve os cartolas brasileiros Ricardo Teixeira e João Havellange continua embaçada, voltemos aqui para a nossa cozinha. No dia sete passado o bereré que honraria os salários dos jogadores do Mixto Esporte Clube, uma das mais tradicionais agremiações futebolísticas  de Mato Grosso, foi covardemente nhapado por quatro marginais. Oitenta mil reais foi o tamanho do preju que sobrou para o Tigre da Vargas, assim chamado nos áureos tempos, o time de maior torcida em MT.

O caso, acreditamos, ainda está sendo investigado. Quatro elementos que chegaram num carro popular de cor prata e levaram a prata. Os jogadores que estavam treinando no CT (Centro de Treinamento) do Tigrão, correndo e suando atrás da pelota, foram surpreendidos com o triste evento que consumiu de forma desagradável seus proventos. 

A polícia foi acionada e acabou prendendo um dos meliantes logo em seguida. Sabe-se que logo após o assalto todos fugiram a pé. O comparsa engaiolado disse nada saber sobre a rota dos fugitivos. A investigação vem sendo mantida em sigilo, mas, de primeira mão, descartamos qualquer possibilidade de envolvimento da Agecopa no fatídico acontecimento. "A Agecopa, neste momento, está com suas atenções centradas apenas na edificação da Arena Pantanal. Não temos nada a ver com o que aconteceu no CT do Mixto", teria dito em off, um dos dirigentes da instituição responsável pelas obras da copa e cozinha em Mato Grosso.

Por falar em cozinha, saiamos dela e voltemos à sala de jantar. E quem são essas pessoas na sala de jantar? Ora, Teixeira e Havellange. Nossa reportagem tentou contatar José Maria Marins, também conhecido como Zé das Medalhas, para adiantar informações sobre esse imbroglio internacional. Marins nada disse mas, um jornalista que estava por perto, enquanto falávamos com o chefão da CBF, disse que ele, o cartola, quando diz ou não diz, é tudo a mesma coisa. E adiantou que há muito disse-me-disse em torno de Marins.

Futebol já foi muito mais bola na rede. Hoje é cash mais do que qualquer outra motivação. E o Mixto está se virando pra tentar driblar essa questão econômica. Não espalhem pra ninguém, temos um olheiro infiltrado nessa equipe alvinegra, campeã do certame estadual de 2012. E essa pessoa, de nossa inteira confiança, ética e provida de retidão e bondade de espírito, vazou que o Tigrão da Vargas está negociando com Romário um possível empréstimo (ou doação mesmo, que seja), para cobrir o rombo provocado pelos inescrupulosos facínoras.

Romário, como todos sabem, enfrenta uma pendenga judicial com um de seus ex-clubes, o Vasco da Gama. O time da Cruz de Malta, alvinegro que nem o Mixto, deve uma bagatela de 58 milhões ao Baixinho, que também é conhecido como Peixe, e que passou mal em Cuiabá, depois de se empanturrar com uma peixada cuiabana.

Nosso olheiro se desdobrou e conseguiu o telefone de Eurico Miranda, ex-dirigente vascaíno, dizem, responsável pela dívida astronômica que o Bacalhau tem para com o Peixe. Eurico disse que o problema agora é do Roberto Dinamite e ele que se exploda. Nosso precioso informante confessou estar diante de um tremendo enrosco.

Romário prometeu que, caso receba a bolada, vai emprestar uma grana pro Tigrão sair dessa. Palavra de Bagre ensaboado. 

Fonte: Blogue Tyrannus Melancholicus (12/07/12)
16/07/2012

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!