3.9.12

Presidente do Mixto critica borderô da FMF. Estádio não tinha nem água para vender


Vista parcial da principal arquibancada do Dutrinha (Foto: Pedro Lima/Olhar Esportivo)
O borderô oficial divulgado pela FMF diz que o público do jogo entre Mixto e Remo foi de 1.474 pagantes neste domingo no Dutra. Números que revoltaram a diretoria alvinegra. O presidente Hélio Machado considera a capacidade do estádio “um mistério”, reclama da estrutura – “no intervalo não tinha mais água para vender” – e cobra mais apoio da Federação Mato-grossense de Futebol.

"Calculando por baixo, mas muito por baixo mesmo, tinha mais de dois mil torcedores no Dutra. A arquibancada de cima estava cheia, a de baixo estava cheia. Não dá para entender. É um mistério muito grande este estádio, assim como o curioso fato de que divulgaram que a meia-entrada é exatamente a metade do ingresso inteiro. Não sei o que acontece no Dutra, não sei mesmo" reclamou Machado.

A renda oficial foi em torno de R$ 20 mil, com uma ‘sobra’ de R$ 7 mil para o Mixto.

As condições oferecidas pelo estádio também foram contestadas pelo dirigente:

"A gente sabe que conforto lá não existe e os administradores do estádio ainda fazem o possível para atrapalhar. No intervalo do jogo já não tinha mais água para vender, um absurdo. Os torcedores estavam revoltados, pais com filhos lá, neste calorão de Cuiabá e não tinha mais água. E pior, não deixam ninguém sair durante o jogo. Com o ingresso na mão o torcedor tem este direito, pode ir e voltar, mas ali impera a ditadura" desabafou o dirigente, adiantando que “a sujeira dos banheiros também provocou reações iradas da torcida”.

Outro ponto abordado pelo presidente mixtense diz respeito a “falta de apoio” da FMF:

"Não tinha um representante da entidade lá, para mostrar a nossa força, não deixar a arbitragem solta. Ele (o árbitro) apitou como se estivesse em Belém, atrapalhando muito o nosso time. A Federação tem por obrigação estar ao lado dos times de Mato Grosso, mas infelizmente estamos sozinhos. Pra você ver, nem abrir o lado da geral deixaram, além de vetar os ingressos mais baratos, que a própria CBF disse ser uma decisão do clube mandante. É um absurdo tudo isso que está acontecendo" finalizou, considerando que “a única coisa boa mesmo que aconteceu neste domingo, e mais importante também, foi a vitória que nos deixa em uma situação boa para o jogo de volta, que, tenho certeza, será muito difícil”.

Fonte: Craques do Rádio
03/09/2012

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!