2.11.12

Eduardo Henrique: "Não tem nada ganho. Conquistamos vantagem, mas é preciso jogar"


Técnico do Mixto prega humildade para o jogo de volta da semifinal contra o Rondonópolis
Eduardo Henrique (Foto: Varlei Cordova/AgoraMT)
Efetivado no cargo com a saída de Éverton Goiano, o técnico do Mixto, Eduardo Henrique, prefere adotar um discurso político para a segunda e decisiva partida válida pela semifinal da Copa Mato Grosso diante do Rondonópolis Esporte Clube (REC). O confronto está marcado para este domingo, dia 4, a partir das 18h, no estádio Dutrinha.

Para se garantir na decisão do título da Copinha, que vale vaga à Copa do Brasil do próximo ano, o Alvinegro da Vargas pode até perder por dois gols de diferença que assim mesmo estará classificado à final. A goleada de 4 a 1 no jogo de ida dá toda essa tranquilidade ao time comandado por Henrique, que vem pregando pés no chão, humildade e respeito ao adversário.

Não tem nada ganho até esse presente momento. Só conquistamos uma boa vantagem, mas é preciso jogar futebol para ratificar a classificação. O REC é um time perigoso, o jogo de ida foi muito difícil. O placar de 4 a 1 não refletiu o que foi o jogo lá em Rondonópolis”, enfatizou o treinador mixtense.

O discurso de Eduardo Henrique tem o objetivo de evitar um certo ‘comodismo’ nos jogadores para a partida de volta. 



Treino no feriado
Zagueiro Hugo é um dos cinco cobradores do Mixto caso a disputa por vaga irá aos pênaltis
(Foto: Oliveira Júnior)
Para provar que não há no elenco o tradicional ‘já ganhou’, o treinador realiza um trabalho matinal nesta sexta-feira com treinos para as cobranças de pênaltis. Uma possível disputa extra se dará caso o REC vença o jogo pelo placar de 3 a 0 ou 4 a 1.

Os jogadores considerados cobradores oficiais caso seja necessário os penais são o goleiro Héverton Perereca, zagueiro Hugo, lateral direito Jean, meia Ancelmo e o atacanteIgor, que ainda é dúvida para a partida de domingo. Caso o atacante não seja liberado pelo departamento médico, Oneir vai para a partida.

Fonte: Luiz Esmael / Jornal A Gazeta
02/11/2012

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!