4.11.12

Mixto enfrenta o Rondonópolis valendo vaga na final da Copa Mato Grosso


Quase lá: Mixto tenta assegurar vaga. Em vantagem, o Alvinegro pode até perder por dois gols de diferença que estará classificado
Jogadores do Mixto em treino recreativo antes do confronto decisivo diante do REC; equipe tem grande vantagem para carimbar passaporte à final da Copa Mato Grosso. (Foto: Oliveira Júnior)
O Mixto tem tudo para garantir sua presença na final da Copa Mato Grosso. Hoje à noite, às 18h, no estádio Dutrinha, o Alvinegro da Vargas encara o Rondonópolis Esporte Clube (REC) pelo segundo e decisivo jogo da semifinal do torneio seletivo à Copa do Brasil.

No primeiro encontro, o time da capital foi muito bem goleando o adversário pelo placar de 4 a 1. Por conta desse placar elástico, o Mixto tem uma grande vantagem para assegurar vaga na decisão do título de campeão. Além de jogar pelo empate, a equipe alvinegra pode até perder por dois gols de diferença que assim mesmo estará classificado à final.

Por sua vez, o REC precisa reverter a vantagem do rival. Necessita de goleada acima de três gols para se classificar. Caso vença por três gols de diferença, a disputa irá para os pênaltis.

Para o confronto decisivo desta noite, o técnico mixtense Eduardo Henrique manda a campo o que considera força máxima. O atacante Igor é a única dúvida parao jogo. O jogador voltou a sentir lesão muscular que vem o incomodando já algum tempo. Caso seja vetado pelo departamento médico, o atacante será substituído por Oneir ganha oportunidade de sair jogando ao lado de Anselmo.

O meia Esquerdinh, um dos destaques da equipe na competição, está fora da partida pelo fato de ter levado o terceiro cartão amarelo. Cumpre suspensão automática. Em seu lugar joga Davi.

Ex-treinador do REC, Eduardo Henrique tenta motivar seus comandados ao afirmar que o time ‘não conquistou nada’, apesar da larga vantagem. O treinador prega respeito ao adversário. Para Eduardo, a vitória de 4 a 1 no jogo de ida não refletiu o que foi a partida. “Precisamos entrar atentos, pois o time do REC é muito bom, está encaixado. O jogo lá em Rondonópolis foi difícil, eles jogaram de igual para igual. Além disso, tem a questão de respeitar seu adversário. Não iremos menospreza ninguém”, disse o técnico do Mixto, que foi efetivado no cargo após saída de Éverton Goiano.

Um dos líderes do elenco, o goleiro Héverton Perereca disse que o grupo está unido em torno do único objetivo em garantir o Mixto na Copa do Brasil do próximo ano - o campeão da Copinha assegura a segunda e última vaga de Mato Grosso ao torneio nacional. Para o atleta, apesar dos três meses de salários em atraso, há uma grande motivação em ratificar a classificação à final da competição.

Vamos para a partida decisiva com o REC como se estivéssemos numa final de campeonato. É preciso estar focado para garantirmos a vaga. Mas somos cientes de que não será nada fácil passar pelos nossos adversários”, disse o defensor.

Independente do resultado desta noite, a diretoria do Mixto sob comando de Hélio Machado se comprometeu em quitar parte dos três meses de salários atrasados nesta segunda-feira. Cerca de dez dias houve uma reunião entre dirigentes e um grupo de jogadores a qual o compromisso foi firmado para o pagamento ocorrer no dia 5 sem falta.

Fonte: Luiz Esmael / Jornal A Gazeta
04/11/2012

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!