14.4.13

"Fizemos quatro gols para valer dois. Isso é um absurdo". Cláudio Adão critica o árbitro Marcelo


Marcelo Alves saiu sob vaias do Dutrinha
O técnico Cláudio Adão não ficou nem um pouco satisfeito com a arbitragem do jogo entre Mixto e Luverdense pela primeira partida da semifinal do Mato-grossense neste sábado. O alvinegro venceu por 2 a 1, mas teve dois gols, um no primeiro tempo com Paulo Henrique e outro no segundo tempo com Odail Júnior, anulados pelo árbitro Marcelo Alves, que alegou impedimento nos dois lances.

"É um absurdo a arbitragem do Mato-grossense. Vamos precisar do melhor arbitro de Mato Grosso no próximo jogo, porque dessa maneira o Mixto não vai para a final e nem para a Série D. Fizemos quatro gols para valer dois. Isso é um absurdo" criticou.

A vitória por 2 a 1 deixou o alvinegro precisando apenas de um empate no jogo de volta, no estádio Passo das Emas, para avançar para a final da competição. Por ter a melhor campanha na primeira fase, o Luverdense precisa vencer por apenas um gol de diferença para se classificar.

Fonte: Globo Esporte
14/04/2013

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!