Para repórter, gol é culpa da expulsão e falha do goleiro. Pagamento de salário não motivou


Camisa 10 do Tigre foi expulso aos 35 do primeiro tempo (Foto: Gilmar Ramos/Mixtonet)
O fato do presidente Eder Moraes ter pago os salários nesta semana deveria ser um motivador para o Mixto ganhar do Brasilia e se distanciar mais na liderança do grupo 5 da série D. Deveria, mas não foi. Jogando abaixo da crítica e ainda tendo a irresponsabilidade do meia Geovani que foi expulso por agressão; o Mixto perdeu por 1 a 0.

Geovani foi expulso aos 35 minutos do primeiro tempo e disso se aproveitou o Brasilia para marcar o único gol, aos 45 minutos através de Felipe, de pé esquerdo. No lance, o goleiro Bruno também falhou. Ele saiu para cortar o cruzamento e “trombou” com o próprio companheiro, com a bola sobrando limpa para Felipe.

No segundo tempo, o técnico Ito Roque trocou 3 jogadores, na tentativa de buscar o empate, mas não conseguiu. Sairam Furlan para a entrada de Felipe Tchelé, Robinho para a entrada de Lucas, e ainda Ralf para a entrada de Ley. Bem postado, o Brasilia administrou o resultado e ganhou a primeira na série D. Mesmo perdendo, o Mixto ainda continua em primeiro.

Fonte: Orlando Antunes / Soccer MT
28/07/2013