Com 9 atletas em tratamento, Nenê e Sandro podem ir para o jogo mas Célio Codó é dúvida


28/02/2014

O quadro de lesões dos atletas do Mixto é preocupante. Ao todo, nove jogadores estão aos cuidados do departamento médico do clube, alguns provavelmente poderão enfrentar o Cuiabá, pelas quartas de final do Mato-grossense, outros, porém, precisarão de até 70 dias de recuperação.

Para o jogo na quarta-feira de cinzas, primeira partida contra o Cuiabá, o técnico Ary Marques poderá contar com os meias Nenê e Sandro Costa. Os dois estavam em tratamento no departamento médico, mas desde quinta-feria treinam normalmente com o grupo, segundo informou o  fisioterapeuta do Mixto, Rodrigo Kalaf.

A expectativa é pela recuperação do atacante Célio Codó, que aguarda laudo médico para saber se tem condição de enfrentar o Cuiabá. 

- O Célio Codó realizará um ultrassom esta semana para vermos se já cicatrizou o estiramento que teve no adutor - informou o fisioterapeuta.

O atacante João Paulo e o zagueiro Robinho sentem dores musculares, mas devem atuar sem problemas no confronto pelas quartas de final.

- João Paulo e Robinho estão com dores musculares na região posterior da coxa, mas nada que nos preocupa. O que preocupa é este monte de lesões que está tendo em adutor - afirmou Rodrigo Kalaf.

Em situação semelhante está o atleta Jean, que sentiu nesta quinta-feira a parte posterior da coxa. Já o zagueiro Zé Adriano, sofre com uma inflamação na articulação do joelho e terá que fazer ressonância. 

Os problemas mais graves são com o Felipe e o Chicão. Felipe teve ruptura total de adutor e deverá ficar 70 dias afastado do futebol. E o zagueiro Chicão operou recentemente o ligamento cruzado anterior e precisa de 5 a 6 meses de recuperação.

É evidente a importância de um amistoso para o técnico Ary Marques, recém-chegado ao clube, conhecer o elenco que tem em mãos. Por outro lado, o amistoso contra o Mato Grosso, marcado para esse sábado no CT, pode piorar o quadro de lesões e dificultar a recuperação.

Fábio Ramirez / Mixtonet