29.4.14

Éder se defende de acusações e diz que salários não estão atrasados


29/04/2014

Eder durante Mixto e Santos (Foto: Mário Zeferino)
O presidente Éder Moraes confirmou o treinador Thiago Oliveira como novo treinador do Mixto e se defendeu das acusações de salários atrasados do elenco. Segundo ele, a maioria dos jogadores que estão reclamando, receberam um salário adiantado quando assinaram com o clube. E que todos os débitos que restaram serão quitados. 

Nas últimas semanas, o elenco reclamou de Éder Moraes, que não atendia nem retornava ligações. 

- O que ficou pra trás é o salário de abril, que venceu agora, tem poucos dias. Além do que, os atletas realizaram o último jogo no dia 16 de abril. Depois disso foram liberados. Estou esperando os patrocínios caírem. Um time sem calendário é difícil conseguir recursos. Eles não fizeram a parte deles dentro de campo, fica complicado. Mas quero deixar registrado que o Mixto não vai dar calote em ninguém - disse o presidente. 

Ele culpou o grupo pelos maus resultados e sobrou até para o ex-gerente de futebol, Vicente da Rocha Tim. 

- Não deram resultado. Não corresponderam. O Tim, por exemplo, não trouxe nenhuma contratação. 

Sobre o zagueiro Zé Adriano, que pagou do bolso uma artroscopia no joelho, Moraes afirmou que ele será ressarcido. Já o acerto com o volante Paulo Almeida, que tem dívidas ainda de 2012, o presidente afirmou que a dívida não é de sua gestão, mas que está trabalhando para que tudo seja quitado. 

- Minha gestão não tem dívida nenhuma. A renda do jogo entre Mixto e Santos serviu para pagar a folha salarial de dois meses do time e o restante ficou depositado em juízo. 


Robson Boamorte / Globo Esporte

 

1 comentários :

Anônimo disse...

Vc ta mentindo eder.... Vc ainda deve novembro e dezembro p seus funcionatios. Nao tente sair cm santo, tds sabem da verdade. Eh so o mixto n ter mais calendario q vc n paga mais ninguem e nem atende telefonemas ate os atletas irem embora d maos abanando. Carlos antonio

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!