3.4.14

MIXTO SEGURA O SANTOS E VAGA SERÁ DECIDIDA NA VILA BELMIRO. TORCIDA CANTOU DO COMEÇO AO FIM NO EMPATE EM 0 A 0


03/04/2014
O Mixto mostrou mais uma vez sua força. É difícil vencer o Mixto em Cuiabá! O Santos foi melhor em campo, evidente, era o esperado. O Tigre enfrentou um dos melhores times do Brasil, e nesse tipo de time não existem jogadores reservas, são praticamente 40 titulares. Assim, o objetivo foi cumprido: forçar o jogo de volta dia 16 de abril na Vila Belmiro, em Santos/SP. O próximo objetivo agora é buscar a classificação.

A torcida mixtense tomou a Arena Pantanal em sua inauguração e marcou território. Um estádio fantástico, dígino de receber a maior e mais fanática torcida de Mato Grosso. Uma torcida que cantou, vibrou o tempo todo e calou a torcida santista. "Aqui é Mixto" gritava emocionado um torcedor ao fim do jogo.

Primeiro tempo
O primeiro tempo demorou alguns minutos para começar porque Igor, goleiro do Mixto, foi obrigado a trocar de calção após subir ao gramado com um modelo parecido com o dos jogadores de linha. E, assim que a bola rolou, o Santos mostrou que sua principal arma para pegar o goleiro de calças curtas seriam os chutes de fora da área.

Alison ameaçou com uma bomba que carimbou o travessão; Diego Cardoso e Lucas Lima pararam nas defesas do goleiro. Diego, aliás, teve outra chance, essa de dentro da grande área, mas a bola passou rente à trave direita. Estava difícil para o Peixe acertar o alvo.

Bem superior ao adversário, que não fazia uma partida oficial desde 12 de março, pelo Campeonato Mato-grossense, o Peixe dominou os primeiros 20 minutos e trocou passes enquanto o rival ficava acuado, atento à marcação.

Aranha só apareceu aos 31 minutos, depois de falta cruzada pelo experiente Ruy Cabeção. A partir dali, o Mixto passou a criar chances esporádicas em contra-ataques, mas nada que ameaçasse o Peixe.

Segundo tempo
O Santos voltou para o segundo tempo mantendo a postura ofensiva. Logo aos cinco minutos, Rildo tabelou com Diego Cardoso, que só não fez 1 a 0 porque Zé Adriano deu um carrinho no momento certo. Dez minutos depois, o garoto teve mais uma chance em contra-ataque. Após corte de cruzamento do goleiro Igor, ele ficou com a bola, cortou o camisa 1, mas chutou completamente torto. O Peixe sentia falta dos certeiros Geuvânio, Gabriel, Damião, Cícero. Para alento da torcida, eles são presença certa na final do Paulistão, domingo, contra o Ituano.

Frustrante para a maioria dos comandados por Oswaldo de Oliveira, o jogo foi feliz para Léo, que voltou a jogar após cinco meses longe dos gramados, quando realizou tratamento clínico por conta de uma cirurgia no joelho. Foi a estreia do Guerreiro na temporada.

A vitória, porém, não saiu. O travessão, que já havia evitado um gol de Alison na primeira etapa, ainda impediu o que seria um lindo gol de falta de Alan Santos. Ninguém ganhou a placa pelo gol inaugural da Arena. Fica para a próxima.

Ficha técnica

- Jogo: Mixto EC 0 x 0 Santos FC

- Competição: Copa do Brasil / 1ª fase - jogo de ida

- Local: Arena Pantanal, Cuiabá (MT)

- Data: 2 de abril de 2014, quarta-feira

- Horário: 22 horas (de Brasília)

- Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino (GO)

- Assistentes: Ciro Chaban Junqueira (DF) e Márcio Soares Maciel (GO)

- Cartões amarelos: Jubal, Mena e Diego Cardoso (Santos); Ítalo e Ruy Cabeção (Mixto)

- Público pagante: 13.194 pessoas

- Público presente: 17.000 pessoas

- Renda: R$ 748.760,00

- MIXTO: Igor; Denilson, Zé Adriano, Robinho e César Romero (Ítalo); Paulo Almeida, Kiko, Ferreira (Edilson) e Ruy Cabeção; Fogaça (Gabriel) e João Paulo. Técnico: Ary Marques

- SANTOS: Aranha; Cicinho, Jubal, Nailson e Mena; Alison (Léo), Alan Santos e Lucas Lima (Serginho); Diego Cardoso (Giva), Stéfano Yuri e Rildo. Técnico: Oswaldo de Oliveira

Fábio Ramirez / Mixtonet - Marcelo Braga / Globo Esporte - Ficha técnica: Craques do Rádio

 

2 comentários :

ODENOR disse...

Se o mixto tivesse atacantes mais rápidos, com certeza sairia desse jogo com uma vitória. Não deram um chute a gol, nem de bola parada.

carlos on 3 de abril de 2014 14:16 disse...

Ja viemos falando isso desde o matogrossense, não é possível, o João Paulo é ruim demais e o lateral direito nem se fala, esses dois estragam o Mixto, todos com quem conversei viram a mesma coisa, será que o Eder não vê isso, oque ele pensa? só troca esses dois, só isso, alguem cobra o Eder, alguem que tem acesso a ele, pelo amor de Deus

Postar um comentário

Atenção: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se!